Brasil Imperial: conheça mais de Oscar Calixto, o protagonista da série do Prime Video

O artista alagoano vive Arrebita na produção que se passa entre 1807 e 1822

Publicado há um mês
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator Oscar Calixto vive o seu primeiro protagonista na TV. Ele é Arrebita em Brasil Imperial, série original da Fundação Cesgranrio, exibida no Amazon Prime Video. A produção se passa entre 1807 e 1822, quando se dá o processo de independência do Brasil. Ela é centrada no momento histórico que vai desde a decisão da Família Imperial de vir para o Brasil até o posterior regresso de Dom Pedro à Portugal, após a independência.

“O meu personagem é um homem do povo! Um serviçal da corte portuguesa. Ele vive um romance com Ana do Congo, interpretado por Jéssica Córes. É extremamente inteligente, ágil, perspicaz, detém o poder da retórica, sabe ler e escrever, e isso, para um homem do povo daquela época, já era muita coisa“, diz Calixto.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Oscar Calixto em cena de Brasil Imperial (Foto: Rodrigo Ricordi)

Toda a história de Brasil Imperial, que tem direção de Alexandre Machafer, é contada a partir do ponto do personagem de Oscar, que vem para o país com a corte em 1808.

Achei interessante a construção da narrativa feita pelo Antônio Ernesto Martins, autor da série, porque funciona quase como que ‘A História do Brasil sendo contada a partir de um olhar sobre a vida de um homem do próprio povo’. É um extrato de 15 anos da nossa história, e óbvio, da vida do Arrebita e Ana do Congo. Brinco que o Arrebita vai ‘do menino ao homem em 15 anos‘”, comentou o artista.

Oscar Calixto (Reprodução: instagram)

O personagem de Oscar é o único, junto a Ana do Congo, ficcional dentro da trama. “Ainda nos ensaios o autor me disse que os dois personagens eram ficcionais, mas que eles também tinham um pouco de histórias que encontrou em pesquisas de cartas e textos antigos que continham pequenos relatos e impressões de gente mais simples sobre a vida do próprio povo da época, uma das razões que lhe motivou a criar o Arrebita e a Ana do Congo, essa dupla que sai recortando a História do Brasil“, ressaltou o intérprete de Arrebita.

Oscar tem 22 anos de carreira, é natural de Maceió (Alagoas), e é um ator premiado. Atual Membro Correspondente da Academia Palmeirense de Letras, Ciências e Artes (AL), ele mora no Rio de Janeiro há 17 anos.

Produziu, dirigiu e atuou em mais de 20 produções teatrais e já fez diferentes personagens na televisão, sendo um dos mais marcantes o Carlos Barbosa da novela Rock Story (TV Globo).

Cena de Brasil Imperial na Amazon Prime Vídeo (Foto: Rodrigo Ricordi)

Eu sou um ator que gosta de desafios e que tenta driblar o ‘lugar comum’. Gosto do risco e me sinto muito à vontade quando tenho liberdade de criação. O Carlos Barbosa foi um personagem que permitiu tudo isso. A direção do Dennis Carvalho e da Maria de Médicis, foi um verdadeiro presente. O Carlos Barbosa era o ‘vilão do vilão’ Lázaro (João Vicente de Castro).

O meu personagem havia sido citado durante a novela inteira, o que, em si, já era uma baita responsabilidade. O que eu não esperava era a repercussão que ele podia gerar“, contou Oscar.

Brasil Imperial (Foto: Rodrigo Ricordi)

O ator de 41 anos também fez trabalhos na GNT, Multishow, na RecordTV, onde integrou o elenco da série Milagres de Jesus como antagonista do personagem do ator Claudio Gabriel e na trama Luz do Sol de Ana Maria Moretzsohn.

Além disso, integra o elenco da série A Divisão, que tem direção geral de Vicente Amorim, que chegou ao ar recentemente no Globoplay. Além da TV, o ator já fez cinema fora do Brasil, já trabalhou em Honduras, México e Buenos Aires, onde morou por um ano e onde rodou dois longas e um curta.

Já trabalhei com diretores de diferentes nacionalidades: brasileiro, argentino, mexicano, cubano, italiano, japonês, libanês, americano e londrino. Cada um lida com o set de uma forma, isso me trouxe uma riqueza muito grande e, com cada um deles aprendi algo muito precioso sobre o nosso ofício, sobre ser ator. Tudo isso está em mim de alguma forma“, diz.

Além da TV, o ator estará em breve no cinema no longa Pra onde levam as Ondas, dirigido por Dan Albuk, com o personagem Pablo. “O que posso adiantar sobre o Pablo é que ele trabalha em uma funerária, que é um cara bem divertido e meio ‘fora da casinha’. Foi um prazer enorme trabalhar com o Albuk e todo o elenco. 

Eu e o Dan nos entendemos muito bem desde o primeiro instante. Eu não o conhecia, fiz um teste e um ano depois ele me chamou para fazer o Pablo. O Dan é um diretor muito generoso e absolutamente fora do lugar comum. Me deixou muito à vontade para criar o Pablo“, completou Calixto.

Assista o trailer de Brasil Imperial, do Prime Vídeo:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio