BA: Novo Bahia no Ar com Jéssica Smetak na Record estreia na liderança, mas precisa de evoluções

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois de muita divulgação, alguma pompa e pequenas reformas no cenário, o novo Bahia no Ar estreou na manhã desta segunda-feira (16) na RecordTV Itapoan, com a apresentação de Jéssica Smetak, ex-âncora da TV Bahia/Globo.

A expectativa era imensa, por dois motivos notórios. O primeiro é que o Bahia no Ar se tornou uma coqueluche por causa de sua, agora, antiga apresentadora. Jéssica Senra, que deve ser anunciada logo menos pela TV Bahia/Globo, imprimiu uma modus operanti ao jornal que impressiona até hoje.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: Datena se pronuncia após crítica de Silvio Santos: “Não podia ter feito isso comigo”

O segundo é justamente pela audiência. O Bahia no Ar é líder de Ibope na média mensal desde janeiro de 2016, mantendo isto mesmo com sua interina, Laís Cavalcante, apresentando nos últimos quarenta dias.

Pelo menos na audiência, a vitória se manteve. Segundo dados prévios, obtidos pelo Observatório da Televisão, o novo Bahia no Ar estreou na liderança de audiência, com 10,5 pontos de média e picos de 13.

No mesmo horário, a TV Bahia/Globo marcou 10,3 pontos. Foi uma vitória apertada, claro, mas para um primeiro dia de um jornal praticamente novo, está excelente. Nesse quesito, o jornal fez o dever de casa bem feito.

Podemos dividir a estreia de Smetak em dois pontos. Na primeira metade, até por volta das 7h55, a apresentadora parecia bem nervosa, tensa e preocupada algumas vezes, algo muito normal para o primeiro dia. Mas perceptível para quem via no ar.

Além disso, o jornal teve pequenos vácuos de silêncio, alguns até de cinco segundos. É estreia, portanto, isso tudo pode e deve ser relevado. Mas se acontecer de forma recorrente, será preocupante.

O melhor momento de Smetak foi quando precisou dar opiniões mais longas. Ela se saiu muito bem quando teve de falar dos vândalos que roubam vasos de lixo em Salvador, mostrando que pode evoluir e que este é o caminho.

Dois momentos no jornal merecem ser elogiados. Em primeiro lugar, a entrevista com o governador Rui Costa (PT). Smetak mostrou-se completamente à vontade e tranquila. Foi justamente nesse momento em que o jornal se dividiu.

Após a entrevista, Smetak ficou mais solta, mais leve e manteve o bom entrosamento do quadro Esporte no Ar, juntamente com Pedro Sento Sé, seu antigo colega de faculdade, como eles revelaram. O quadro tinha uma ótima cara com Sé e Senra, e pelo visto, isto será mantido com Sé e Smetak.

O ponto negativo foram os erros de corte de câmera. Até pela falta de entrosamento, Smetak errou mais de seis vezes a câmera que deveria olhar durante o jornal. Mas é um detalhe que pode, como disse, ser corrigido com mais tempo no ar.

Veja também 

Rodrigo Faro comemora dez anos de Record e celebra no Instagram

Certamente, daqui para frente, Smetak evoluirá. Mostrou pontos bem positivos e que pode evoluir com o decorrer do tempo. A primeira impressão foi boa, mas com ressalvas. Passou no teste da estreia, e agora, é evoluir para chegar num norte que todos querem.

Os dados de audiência colocados nesta matéria são prévios e podem sofrer alterações no consolidado, divulgado no fim de tarde desta terça-feira (17). Os números são da Grande Salvador.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio