Estreia em janeiro

Autora de Vai na Fé fala sobre protagonista evangélica e de polêmica sobre recusa de artistas do segmento

Rosane Svartman esclareceu que não se trata de uma novela religiosa

Publicado em 15/12/2022

Na manhã desta quinta-feira (15), a TV Globo realizou virtualmente a coletiva de imprensa de Vai na Fé, novele das 19h escrita por Rosane Svartman e com direção artística de Paulo Silvestrini que estreia dia 16 de janeiro, substituindo Cara e Coragem.

A criadora do folhetim deixou claro que não se trata de um ‘enredo evangélico’, como passou a ser rotulado na web. “É uma novela mosaico. Apesar de nenhum dos assuntos da novela ser religiosidade ou funk, a gente tem o funk em flashbacks e a religiosidade faz parte da construção de alguns personagens”, destacou a autora.

Com relação a protagonista, Sol (Sheron Menezzes), Rosane recordou que as mocinhas de Totalmente Demais e Bom Sucesso, histórias que ela criou com Paulo Halm, também tinham fé e nem por isso o folhetim ganhou algum tipo de apelido por causa disso.

Questionada sobre o boato de que cantores evangélicos estariam se negando em participar da produção ou liberar suas canções, Svartman garantiu que até o momento nenhuma música solicitada foi barrada e que ainda não criou possíveis cenas que tenham participações especiais de artistas do segmento.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade