Assim como Alberto e Marcos em Bom Sucesso, relembre outros casos de pai e filho apaixonados pela mesma mulher nas novelas

Publicado há 10 meses
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Bom Sucesso, novela das 19h da Globo, Alberto Prado Monteiro (Antonio Fagundes) é um editor de livros com saúde fragilizada. Resta-lhe pouco tempo de vida, e justamente nessa fase a humilde costureira Paloma (Grazi Massafera) surgiu para mostrar que a iminência da morte não deve representar o anseio pelo fim inevitável. Alberto caiu de amores pela moça, bem como seu filho Marcos (Rômulo Estrela). Todavia, com a recente descoberta através de Vera (Ângela Vieira) de que Alberto ama Paloma, o rapaz se vê num grande dilema. De maneira que ele fica entre proporcionar um elevado grau de satisfação ao pai em seus últimos meses de vida, ou arriscar eventualmente até acelerar sua morte ante a decepção amorosa. Vamos relembrar outros casos de pai e filho apaixonados pela mesma mulher nas novelas. Anteriormente, o próprio Fagundes já passou pela mesma situação na ficção.

Paloma (Grazi Massafera) e Marcos (Rômulo Estrela) em Bom Sucesso (Reprodução/TV Globo).

Direito de Amar: novela de rádio adaptada para a televisão explorou a temática

Pai e filho apaixonados pela mesma mulher no centro da trama de Direito de Amar.

Janete Clair escreveu nos anos 1950 a radionovela Noiva das Trevas, e em 1987 Walther Negrão adaptou a história com o título Direito de Amar. Exibida às 18h pela Globo, a história era centrada no triângulo amoroso formado por Rosália (Glória Pires), Adriano (Lauro Corona) e o Senhor de Monserrat (Carlos Vereza). Banqueiro, Monserrat consegue se casar com Rosália ao exigir a mão da moça a seu pai, Augusto (Edney Giovenazzi), em troca do perdão de dívidas. Anteriormente, Rosália havia conhecido Adriano num baile de máscaras e os dois se apaixonaram. Ela se casa com Monserrat sem saber que ele é pai do amado. Verdadeiramente apaixonado pela esposa, o banqueiro disputa o amor dela com seu próprio filho, que sofre por ter como madrasta a mulher que ama.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Renascer: o “painho” e seu filho enjeitado amavam uma mesma mulher

José Inocêncio (Antonio Fagundes) foi muito apaixonado pela esposa, Maria Santa (Patrícia França), em Renascer, novela de Benedito Ruy Barbosa exibida pela Globo em 1993. Já maduro e com os filhos crescidos, ele se apaixona pela jovem Mariana (Adriana Esteves). Isso sem saber que ela é neta de um desafeto do passado, Belarmino (José Wilker). Só que o filho mais novo e menos querido de José Inocêncio, João Pedro (Marcos Palmeira), também se interessa pela moça. O coronel não gosta do rapaz porque o considera culpado pela morte de Maria Santa, que morreu em decorrência do sofrido trabalho de parto desse filho.

Xica da Silva: a esposa do Capitão-Mor e seu enteado

Luís Felipe (Fernando Eiras) era filho do Capitão-Mor Thomaz Cabral (Carlos Alberto) em Xica da Silva, novela de Walcyr Carrasco exibida em 1996/97 pela Rede Manchete. Luís Felipe e sua madrasta Micaela (Teresa Sequerra) se apaixonaram, e uma grande dificuldade, com efeito, era o fato de traírem o militar. Embora Cabral tenha morrido no decorrer da história, sua outra filha, Violante (Drica Moraes), descobriu o romance do irmão com a madrasta e fez da vida do casal um verdadeiro inferno.

Força de Um Desejo: um dos casos mais emblemáticos de pai e filho apaixonados pela mesma mulher

Ester (Malu Mader) em Força de Um Desejo, presente num caso clássico de pai e filho apaixonados pela mesma mulher (Divulgação/TV Globo)

Em 1999, Gilberto Braga e Alcides Nogueira escreveram para o horário das 18h da Globo a novela Força de Um Desejo. A história se passa no Rio de Janeiro, entre a Corte e o interior, em meados do século 19. Ao se desentender com seu pai, o Barão Henrique Sobral (Reginaldo Faria), Inácio (Fábio Assunção) vai para a Corte e conhece a irresistível cortesã Ester Delamare (Malu Mader). Os dois se apaixonam perdidamente e ela decide abandonar a vida que leva para se dedicar a esse amor. Todavia, a mãe de Inácio, a Baronesa Helena (Sônia Braga), morre, e o rapaz volta para casa durante algum tempo. Uma intriga de Dona Idalina (Nathalia Timberg), mãe de Helena, separa Inácio de Ester. Esta acaba se envolvendo e se casando com Sobral, sem saber que ele é pai de Inácio.

Viver a Vida: pai e filho apaixonados pela mesma mulher, e ainda por cima se odiando antes disso

Marcos (José Mayer) foi casado durante muitos anos com Tereza (Lília Cabral) em Viver a Vida, novela das 21h exibida em 2009/10 e escrita por Manoel Carlos. Todavia, esse casamento, que rendeu duas filhas biológicas, fora uma adotiva, não foi seu primeiro relacionamento mais sério. Anteriormente, ele teve um longo romance com Sílvia (Patrícia Naves), e ela teve um filho, que criou longe de Marcos devido a muitos ressentimentos entre eles. O tempo passa e Marcos se vê disputando o amor de Helena (Taís Araújo), uma nova investida, com esse filho: o fotógrafo Bruno (Thiago Lacerda).

Morde & Assopra: casada com um banqueiro, ela amava o enteado

Nessa novela de Walcyr Carrasco exibida pela Globo às 19h em 2011, Oséas (Luís Melo) era o banqueiro da cidade de Preciosa, no interior paulista. Pai de dois filhos, Tiago (André Bankoff) e Fernando (Rodrigo Hilbert), Oséas era casado em segundas núpcias com Lavínia (Nívea Stelmann), de quem sentia bastante ciúme. Lavínia havia sido namorada de Fernando, e se casou com Oséas sem saber do laço que os unia. O casal jovem se uniu no decorrer da história e deixou a novela.

O Astro: na segunda versão da história, Salomão Hayalla se apaixonou pela futura nora

Alcides Nogueira e Geraldo Carneiro escreveram em 2011 uma nova versão de O Astro, um clássico de Janete Clair exibido originalmente em 1977/78. A produção inaugurou a faixa das 23h para novelas e celebrou os 60 anos de telenovelas no Brasil. O milionário Salomão Hayalla (Daniel Filho), que era muito infeliz no casamento com Clô (Regina Duarte) e se decepcionava constantemente com o filho Márcio (Thiago Fragoso), acabou se apaixonando pela jovem Lili (Alinne Moraes), funcionária de um dos supermercados de sua rede. No entanto, pouco antes de ser assassinado misteriosamente Salomão descobre que Lili já tem alguém em seu coração. E que esse alguém é justamente Márcio… A saber, no original de Janete Clair isso não aconteceu.

Avenida Brasil: Tufão foi se apaixonar justamente pelo amor da vida do filho

Tufão (Murilo Benício) e Nina (Débora Falabella) de Avenida Brasil (Reprodução/TV Globo)

Com toda a certeza, o atual cartaz do Vale a Pena Ver de Novo não poderia ficar de fora dessa lista. Infeliz ao lado de Carminha (Adriana Esteves), com quem acabou se casando movido especialmente pelo sentimento de piedade e remorso diante dos fatos que os uniram, depois de anos ele redescobre o amor ao conhecer Nina (Débora Falabella), uma das empregadas da casa, e se afeiçoar a ela, que o trata de maneira muito diferente da própria esposa. De maneira que é um baque grande ter que abrir mão de Nina ao saber tanto que ela é Rita, filha de Genésio (Tony Ramos), homem cuja morte Tufão acredita ter causado, e que a jovem se aproximou de sua família para se vingar da madrasta, Carminha. Além disso, e principalmente, Nina é apaixonada por Jorginho (Cauã Reymond), filho de Tufão.

Império: pai e filho apaixonados pela mesma mulher, a “sweet child”

Marina Ruy Barbosa como Maria Ísis em Império (Divulgação/Globo)

Maria Ísis (Marina Ruy Barbosa) virava a cabeça do Comendador José Alfredo (Alexandre Nero) em Império (2014/15), novela de Aguinaldo Silva exibida pela Globo às 21h. A moça era amante do milionário, que era casado com Maria Marta (Lília Cabral). Mais rebelde dos filhos do comendador, João Lucas (Daniel Rocha) se apaixonou pela jovem e passou até a persegui-la.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais