Após vacina contra covid-19, Fátima Bernardes fala sobre efeitos colaterais

A apresentadora tomou a AstraZeneca

Publicado em 7/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta segunda-feira (07), Fátima Bernardes contou que teve reação após tomar a vacina contra a covid-19. Aos 58 anos, ela foi imunizada com a Astrazeneca na última quinta-feira (03) em um dos postos no Rio de Janeiro, onde mora.

Tive uma febre de 37,5/37,6 e um pouco de uma sensação de pele dolorida. Tomei um comprimido para febre e pronto, não fiz mais nada. Ontem, pedalei 14 quilômetros, corri no sábado, não tive nenhum problema“, relatou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Luana Araújo, médica infectologista, falou sobre as reações do imunizante. “Ela não é um vírus inativado, é um vírus ativo. Mas ele não é capaz de causar doença. Nenhuma delas, aliás. Mas como a vacina da AstraZeneca, da Fiocruz, é de um vírus ativo, o nosso combate a ele é muito mais incisivo“, contou.

E completou: “Faz parte dessa resposta uma reação inflamatória um pouco normal. É natural que a pessoa sinta dor e calor na região do braço onde tomou a vacina. É possível ter esse aumento de temperatura, e dura pouco tempo. Até no máximo 48 horas”, concluiu a especialista.

Sobre o momento, Fátima diz ter sido um momento emocionante. “Eu sabia que ficaria muito emocionada naquele momento, mas é muito mais forte do que a gente pode imaginar. A gente olhar aquela fila de pessoas aguardando pela oportunidade de serem vacinadas. Vacina boa é a que está no braço da gente”, contou. As informações são do portal Notícias da TV.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio