Após revelar episódio de assédio, Giselle Itié é detonada por Antonia Fontenelle: “Você não é atriz”

Caso de assédio teria ocorrido nos bastidores da novela Começar de Novo

Publicado há um mês
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O relato de assédio feito pela atriz Giselle Itié na última sexta-feira (4) está dando início a uma grande polêmica, envolvendo também o nome do falecido ator e diretor Marcos Paulo e de sua viúva, a atriz e youtuber Antônia Fontenelle.

Na tarde deste sábado (5), Fontenelle publicou um vídeo no Instagram, no qual acusa Itié de ter se referido a seu finado marido como autor do assédio relatado e dispara ofensas à atriz da Record TV.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desgosto. Triste saber que existem mulheres como você, dona Giselle. Volta pro teu país, é o melhor que você faz“, começou ela, já na legenda da postagem, referindo o fato de Giselle ter nascido no México e vivido durante anos na capital do país.

Hoje eu acordei com essa atriz de nome Giselle Itié, que está em todos os portais, dizendo que sofreu assédio sexual na primeira protagonista dela, quando tinha 23 anos. Que sofreu assédio e foi amordaçada pelo diretor da novela Começar de Novo (2004). Diretor esse que foi meu marido por sete anos. Ela se refere a Marcos Paulo“, considerou a loira.

Pois eu vou fazer um breve relato aqui, dona Giselle. Vou te dizer por que sua protagonista não deu certo. Porque você não é atriz! Porque Marcos Paulo te deu um chance de fazer uma protagonista junto com o Calmon“, disparou Antônia, citando Antônio Calmon, autor da trama em questão ao lado de Elizabeth Jhin.

O Calmon nem queria. O Calmon pode vir aqui dizer que é mentira, que não estou nem aí. Eu sei que é verdade. Você foi protagonista por insistência do Marcos Paulo, que te deu uma chance. E como você retribui isso? Acusando ele de assédio sexual, o que você sabe que não procede“, assegurou.

Sabe por que sua protagonista não deu certo? Porque quando você não segurou, a Globo teve que adiantar a segunda parte da novela e botar a Natália do Vale para contracenar com o Marcos Paulo, para fazer par romântico. Porque não deu certo com você. Por quê? Porque você não é atriz“, prosseguiu Fontenelle, reforçando suas críticas ao trabalho artístico de Itié.

Eu já vi Marcos Paulo chorando por conta de suas insinuações. O Marcos Paulo sempre trabalhou de portas abertas. Se eu falar aqui a quantidade de mulher que assediavam o Marcos para conseguir papéis… Aí vocês vão ver o que é merda no ventilador“, ameaçou ela.

Ele, sim, era assediado. Eu não estou falando por achismo, não. Estou falando por experiência própria. O Marcos era a pessoa mais boba do mundo nesse sentido. Você tem coragem de vir aqui e se perfazer para conseguir holofote de uma situação tão grave quanto a da Dani Calabresa?“, acusou ainda.

Na sequência do vídeo, Antônia Fontenelle é ainda mais incisiva nas críticas à colega de profissão. “É nojento o que você está fazendo. Você está acusando um morto que não está aqui para se defender. É de uma covardia…“, detonou.

O que você está fazendo é desqualificar, tumultuar uma causa tão séria, que muitas mulheres sofrem de fato, que é o assédio. Eu sei de mais coisas dessa história, mas não vou falar por ser mulher e por te respeitar. Tome vergonha nessa cara. Você sabe muito bem que a história não foi assim. Não é mesmo?“, insinuou, finalizando a gravação.

Relato ‘anônimo’

Importante ressaltar que, em momento algum de seu relato, Giselle Itié faz menção ao nome de Marcos Paulo, e nem mesmo à novela Começar de Novo – embora, pela forma como ela contextualiza o episódio, a lógica leve à conclusão de que o mesmo se deu nos bastidores desta novela em específico.

23 anos de idade. Minha primeira protagonista. Fui severamente assediada e amordaçada pelo diretor da novela. Até hoje sinto a dor de uma vítima silenciada“, desabafou a mexicana de 39 anos, no post que iniciou a polêmica.

A própria Giselle, aliás, deixou claro que não pretende se aprofundar ou ‘dar nomes aos bois’ no que tange ao tema em questão.

Realmente, não vou falar sobre o assunto. Muita coisa pra mexer nesse baú. Não vou falar mesmo [se o assédio se deu nos bastidores de Começar de Novo]. Senão, a próxima pergunta será: ‘Qual o diretor?’. E aí, você já sabe o caminho“, declarou ela ao portal Notícias da TV.

Marcos Paulo, além de protagonista, respondia pela direção de núcleo (atual direção artística) de Começar de Novo. A direção geral cabia a Luiz Henrique Rios e Carlos Araújo, com a colaboração de Marcelo Travesso, Gustavo Fernandez, Edson Spinello e Paulo Silvestrini.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio