Angélica assume uso de vibrador, dá aula de feminismo e fala sobre Mara Maravilha

A apresentadora falou da importância da mulher conhecer o próprio corpo

Publicado há 2 meses
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta terça-feira (18), Sabrina Sato liberou no canal que comanda no Youtube uma entrevista realizada com Angélica. Em certo momento da conversa, a contratada da Record TV quis saber se a loira já fez uso de vibrador e a famosa confirmou.

“Acho que para a mulher se conhecer, esse autoconhecimento, ele passa pelo vibrador, por falar disso. Você tem que se tocar, se sentir. Que é uma coisa que homem faz muito desde cedo. Anatomicamente facilita muito para ele. Então, para gente, esse tabu criou-se. ‘Cruza a perna, veja a perna, cobre’. Fica tudo pra dentro, meio travado”, analisou a estrela.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Hoje a gente fala tanto em empoderamento feminino, nas mulheres, da liberdade, isso é fundamental falar. Às vezes a gente pode exagerar um pouco no falar, mas é porque tem que exagerar para depois voltar para o caminho do meio de novo. Durante muito tempo, e ainda é, essa pressão, não só sexualmente, mas em todas as áreas. O patriarcado bombando em cima da mulher”, destacou a apresentadora.

“Então o vibrador e todas as outras formas de você se conhecer são importantes. São materiais, ferramentais fundamentais até para o casal, para o relacionamento a dois. Na verdade, eu acho que o vibrador pode ser um aliado, e não um concorrente”, apontou a famosa.

Em outro momento, Sabrina questionou se é verdade que existe um grupo no WhatsApp que tem Angélica, Eliana e Xuxa. “É um grupo, amor, que é proibidíssimo para menores. É tudo que as crianças não podem ver”, brincou a esposa de Luciano Huck.

“A Mara [Maravilha] tá pedindo para entrar no grupo”, ironizou Sato. “Então, eu não tenho relação [com ela] e não sei se a Xuxa ou a Eliana tem, acho também que não muito. Mas enfim, ela pode entrar no grupo. A gente só precisa agora se falar”, concluiu Angélica.

Assista:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais