NESTE DOMINGO

Angélica participa do programa Eliana e relembra assédio na TV no início de sua carreira: “A gente achava tudo normal”

Apresentadora também falou sobre o acidente de avião que a sua família enfrentou em 2015

Publicado em 02/02/2024

A apresentadora Angélica, de 50 anos, participou das gravações do programa Eliana e relembrou o assédio que sofreu no início da carreira, quando tinha apenas 12 anos de idade. Durante a conversa com a contratada do SBT, a esposa de Luciano Huck disse se recordar de quem praticava os assédios nos bastidores da televisão e relembrou o acidente de avião há nove anos que quase vitimou a sua família.

“As meninas hoje em dia têm acesso às informações que a gente não tinha, então, a gente achava que tudo era normal. Foi no começo da minha carreira, com 12, 13, 15 anos. Foram algumas vezes”, relatou a comunicadora em um trecho divulgado pelo portal NaTelinha.

Angélica também revelou que os assédios ocorriam mesmo na presença de seus pais, e que os chefes da televisão naquela época não escondiam o interesse de se aproveitar da fragilidade das pessoas mais novas. “Eu lembro das cenas e situações, era sempre: ‘deixa eu arrumar sua saia’, ‘senta aqui no meu colo’. Com 13 anos apenas, e isso acontecia com diretor, com produtor. Eu lembro quem fez. Eu era muito protegida, eu tinha minha mãe, meu pai, eu tinha as pessoas em muita volta, mas mesmo assim tinha brechas”, disse ela em seu relato.

Ainda na entrevista que será exibida no próximo domingo (4), a esposa de Luciano Huck recordou o acidente de avião vivido pela família em 2015 e que desde então mudou toda a sua forma de lidar com a vida. “A coisa mais difícil de revelar foi sobre o abuso. Outro fato é o acidente do avião. Vai mudando a forma como você lida com aquilo, mas sempre é difícil falar”, contou Angélica.