Sucesso em Os Dez Mandamentos, Fábio Beltrão fala de personagem em novela da Globo: “pau mandado”

Publicado há 2 anos
Por André Júnior
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Famoso no Brasil e em vários lugares do mundo por causa do seu famoso Aoliabe nas duas temporadas de Os Dez Mandamentos, Binho Beltrão, agora assinando como Fábio Beltrão, que já divulgou a novela bíblica em vários países e atuou três vezes em Malhação, voltará à TV na Globo. Desta vez para a novela Verão 90 Graus e estrelará também na sétima arte. O Observatório da Televisão bateu um papo com o ator que contou um pouco de seus novos projetos. Confira:

Leia também: Batwoman | Fãs vibram com estreia da heroína na TV americana; veja reações

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O que tem mais instigado você ao participar do filme Quando a Morte Socorre a Vida?

“Sem dúvidas o tema. Abordar o preconceito racial é algo extremamente necessário. A narrativa do filme engloba esse tema de uma maneira muito inteligente e inédita. Fazer o antagonista do filme é uma grande responsabilidade já que meu personagem, o Gustavo, é preconceituoso. E ele deixa muito evidente o seu incômodo por ver um negro se destacando na faculdade e conquistando o coração da garota que ele sempre quis”.

Diretor Jeferson De

E como está sendo trabalhar com com o diretor Jeferson De? O que destacaria no trabalho dele?

“Trabalhar com o Jeferson De foi uma experiência maravilhosa. Já havia escutado muitas coisas boas a respeito dele e sem dúvidas tudo se confirmou. Ele é muito talentoso  e parceiro. O set tinha uma energia muito boa e leve. Era nítido que todos os profissionais se sentiam muito a vontade e felizes em estar ali. Fui muito bem acolhido por ele e toda equipe, e por se tratar do meu primeiro trabalho com cinema ele foi muito generoso e me deu muita abertura para criar em cena e propor algumas coisas que iam aparecendo ao longo do processo. Sem dúvidas foi uma experiência muito especial”.

Fale um pouco do seu personagem no filme…ele é racista, um vilão?

“Gustavo representa grande parte da sociedade hoje em dia que se diz não ser preconceituosa mas que infelizmente é sim. Ele se sente incomodado por ver um negro se destacando na faculdade, chamando a atenção das pessoas e ganhando um lugar que na cabeça dele por ser um branco e rico, deveria ser dele”.

Como se preparou, vai se inspirar em alguém personagem em especial?

“Infelizmente o preconceito é tão presente no nosso dia dia, que não é preciso ir tão longe para buscar referências, muitas vezes basta ligar a televisão”.

Tema social

Pelo o que li, o filme trata de racismo, e também de valores, ética. Qual a importância para você de mostrar esses temas tão atuais na telona, até porque o racismo ainda está muito impregnado em nossa sociedade, né?

“Muitas pessoas infelizmente vão se identificar com o Gustavo. Gostaria muito que isso gerasse uma reflexão, que essas pessoas reavaliassem as atitudes e buscassem evoluir como seres humanos. O preconceito hoje em dia ainda é muito presente e por isso acho muito importante e de extrema responsabilidade oportunidades como essa de dar voz ao um assunto tão delicado e que precisa ser mostrado e repensado”.

Você  atuou em três temporadas de Malhação. Como é a troca até hoje com esse público?

Malhação foi  muito especial para mim. Por se tratar de um produto voltado para os jovens, o contato acaba sendo mais rápido e eficiente por se tratar de um público muito ativo em redes sociais. Meu primeiro papel na TV foi na temporada 2010/2011 e já tive de cara uma grande responsabilidade. Que foi interpretar um garoto gay que iria se assumir para os amigos e iria sofrer muito preconceito no colégio. Foi muito especial contar essa história e ver como o Cadu pôde ajudar, fortalecer e inspirar pessoas que estavam passando pela mesma situação na vida real”.

Os Dez Mandamentos

E qual foi a importância em sua carreira de atuar em Os Dez Mandamentos, como o Aoliabe?

“Sem dúvidas foi uma grande experiência atuar em uma novela bíblica que foi um fenômeno não só no Brasil como também no exterior. A sequencia do mar vermelho foi gravada com uma equipe de Hollywood e foi incrível e um aprendizado estar no set ao lado de grandes nomes do cinema mundial. Tive algumas ótimas experiências fora do Brasil por conta da novela e acredito que em breve farei algum trabalho na Argentina”.

Novo nome artístico

Por que agora você assume Fábio Beltrão, e não mais Binho?

“O Binho surgiu na época do meu primeiro trabalho em Malhação até como sugestão de um produtor da globo por se tratar de um nome jovem que conversava bem com o público da novela. Mas agora com 30 anos acho que Fabio Beltrão combina mais comigo hoje e aproveitando o bom momento na carreira chegou a hora de mudar e mostrar para as pessoas que o Binho amadureceu, cresceu como artista e se transformou no Fabio Beltrão”.

Qual o seu sonho na carreira?  

“Continuar trabalhando sempre, aprendendo ,melhorando cada vez mais e quem sabe não faço em breve meu primeiro protagonista? Com certeza seria a realização de um dos meus grandes sonhos”.

Fale um pouco sobre a personalidade de seu papel em Verão 90 Graus, por favor?

“Louro é um o braço direito de Tutano (Bernardo Mendes) eles são jovens surfistas inconsequentes e dispostos a qualquer coisa pra realizar o sonho de surfar no Hawai. Louro é um ‘pau mandado’ fico sempre escorado no amigo e faz tudo que ele pede, sua personalidade praticamente é moldada por Tutano”.

Verão 90

O que mais surpreendeu você em relação ao seu personagem na novela?

“Acho que voltar aos anos 90 é algo que vai ser bem legal e também a mudança no visual vai ser divertido”.

Como Foi a composição do personagem? Fez alguma pesquisa? Como tem sido esse processo?

“Estamos em preparação já tem uns dias, leituras, fono etc… Quis trazer um pouco de um personagem que gosto muito da série Argentina ‘El Marginal’ o Diosito”.

No que esse novo papel mais te desafia como ator? Por quê? 

“Acho que a questão da época é algo legal, pois nos anos 90 os costumes modos são diferentes dos dias de hoje e será necessário cuidado para manter a cara da época”.

Oportunidade em Verão 90

Como surgiu a oportunidade de você integrar o elenco de Verão 90 Graus? Se foi teste, como foi o processo?

“Foi um convite feito pela produtora de elenco Yolanda Rodrigues, fiquei muito feliz”.

Quando você começou a gravar a novela? 

“Comecei em Outubro em Cabo Frio, região dos lagos do Rio de Janeiro. Com cenas externas de muita ação que vão dar o que falar. Está tudo muito bonito”!

Você fez um papel de destaque em Os Dez Mandamentos. Quais foram os frutos desse trabalho para a sua carreira?

“Sem dúvidas foi um dos trabalhos mais importantes da minha carreira. Destaco como ponto alto desse trabalho o sucesso internacional principalmente na Argentina”.

Você também faz cinema. Tem preferência por algum meio de trabalho? Em que lugar você mais se identifica: TV, cinema ou teatro?

“Eu fiquei encantado com cinema, todo mundo sempre falava que era muito especial mas só agora fazendo esse filme pude entender melhor. Gosto muito de todos os universos da atuação, mas acredito que o cinema tenha me conquistado”.

Ambições profissionais

Quais são suas ambições profissionais?

“Continuar sempre em movimento, trabalhando no que amo e sempre me desafiando como ator com personagens complexos que me tirem da zona de conforto”.

O que despertou seu interesse pela interpretação?

“Acho que isso nasce na gente, desde pequeno mesmo sem ter ideia do que era ser ator já era nítido que a arte já corria nas minhas veias”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio