Ganhador do prêmio de ator revelação no Melhores do Ano, Luis Lobianco adianta detalhe de novo personagem: “É um naturista”

Publicado há 2 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Luis Lobianco estreou em 2018, sua primeira novela, Segundo Sol. Na pele de Clóvis, o atrapalho irmão do protagonista, que queria tornar-se cantor, ele ganhou o público. O ator acabou levando para a casa neste domingo (09), o Troféu Melhores do Ano na categoria Ator Revelação.

Em conversa com nossa reportagem o ator falou sobre o personagem, e as parcerias que fez durante a trama. Ele ainda revelou alguns detalhes de seu novo personagem, na série Shippados, estrelada por Tatá Werneck para o globoplay. Confira:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Game of Thrones | Ator aconselha cuidado com informações falsas vazadas pela produção

Você esperava em sua primeira novela já sair ganhando um troféu no Melhores do Ano?

“Não. Não tem jogo ganho. Toda vez que vou estrear alguma coisa no teatro, cinema, TV ou internet sempre o coração bate forte. Sempre acho que vão descobrir que sou uma farsa. Acho que a fórmula é sempre a mesma. Se você botar muito amor no que está fazendo, se dedicar para valer, não perder tempo achando que a fama é um objetivo – porque temos que mirar a arte, não a fama – vai dar certo.

Eu adoro humor, adoro drama, e nessa novela pude fazer as duas coisas. Estava com as pessoas certas, no lugar certo, com colegas incríveis. Fiz uma parceria com a Thalita Carauta que vou levar para sempre. É um amor que levo para minha vida e esse prêmio é consequência. Hoje vim para festejar. Claro que eu queria ganhar, mas se não ganhasse estaria bom também. Quero dedicar isso a todas as pessoas que votaram, a essa equipe, e ao público que faz isso acontecer”.

Davi Queiroz

 O bacana que está tudo em família, já que o Davi Queiroz que fazia o Badu em Segundo Sol, também ganhou.

“Pois é, o Badu é um fenômeno. O Brasil inteiro quer saber dele. As pessoas na rua vêm falar comigo, e elas não vem falar do Clóvis, elas falam do Badu primeiro. ‘E o Baduzinho?’, elas perguntam. Ele ganhou merecidamente, é um talento. Tomara que se desenvolva, invistam nesse talento porque é assim que o Brasil cresce, nas artes, no esporte, enxergando talentos quando eles ainda são pequenininhos”.

Ainda pedem para você cantar a música do Clóvis?

“O tempo todo. Eu canto Sal na Pele o tempo inteiro. Acabei de voltar de Portugal, onde fiz meu espetáculo, e lá é um fenômeno. Toda esquina que eu virava, alguém cantava Sal na Pele com sotaque. Sucesso internacional”.

O que vem pela frente para você? Tem novos projetos?

“Eu já comecei a gravar uma série aqui na Globo no dia seguinte ao término das gravações da novela. Shippados, série da Fernanda Young e do Alexandre Machado com Tatá Werneck, Edu Sterblich, Julia Rabelo, Clarice Falcão, Rafael Queiroga,  um projeto super legal. Estou super animado. Renovei meu contrato com a Globo, vou ficar mais quatro anos na casa e agora com mais fôlego”.

Como é seu personagem na série?

“É um naturista. Uma pessoa que anda pelada por aí, e não só na praia. Ele pratica isso em casa, é uma pessoa que tenta quebrar os padrões o tempo todo. Na série, Edu e eu dividimos apartamento e é isso. Muito humor”.

Quebra de padrões

 Como é andar pelado como personagem?

“É ótimo. Eu adoro (risos). Eu estranhei mais ou menos. Não estranho muito o estúdio porque acostumei já. A primeira vez que você entra pelado no estúdio dá um negócio, mas depois você percebe que ninguém está nem aí para você”.

 Você falou de quebrar padrões, e você também quebra. As pessoas se identificam com você, não é?

“Eu acho que sim porque já ouvi algumas vezes na minha vida que eu não era o padrão para ser ator porque eu não tinha altura, porque não tinha o peso ideal, porque não tinha olho azul, e ainda bem que não acreditei em nada disso. Estou aqui e represento muita gente que se espelha em mim e me vendo aqui com esse prêmio pensa assim ‘pô, se esse cara está ali de repente, eu consigo também’, e quero dizer para essas pessoas que persistam, porque quando você está no caminho certo, tem muita gente que quer te derrubar, mas tente enxergar quem são seus aliados”.

“Armário”

 Eu presto atenção em você nas redes sociais, e recentemente você postou uma foto junto com seu companheiro. Foi muito rápido, mas você recebeu muito amor, não é?

“Sim. É muito engraçado porque falaram que saí do armário, só que eu nunca entrei. Sou casado com o Lúcio há 7 anos, e isso sempre foi muito natural na minha casa, com minha família, e levamos uma vida tranquila. Não criamos escândalo, e procuramos estar sempre em harmonia com nossos trabalhos. Lucio é artista também, é pianista, e não tem novidade. Às vezes quando não tem novidade, as pessoas inventam novidade. É isso, é só pensar as relações de amor com naturalidade porque não tem nada de mais. Quem tiver falando que não é natural, não está com nada. Evitem essas pessoas, porque essa gente é do mal”.

 *Entrevista feita pelo jornalista André Romano

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio