“Foi muito importante”, afirma Gabriel Fuentes sobre problemas do seu personagem em Malhação – Vidas Brasileiras

Publicado há 2 anos
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Novato nas telinhas, o ator Gabriel Fuentes que vive o personagem Érico em Malhação – Vidas Brasileiras, vem fazendo sucesso com o público da internet. A quinzena de Érico foi bastante marcante, o personagem passou por poucas e boas em um centro de detenção. Érico que mora com o tio Getúlio, chegou ao Colégio Sapiência como bolsista da ONG Percurso. Alguns anos antes, tinha uma vida normal e era um bom aluno, mas tudo mudou depois que sua mãe matou o pai, em legítima defesa. Em conversa com o Observatório da Televisão, o ator falou sobre sua carreira e o futuro de seu personagem.

Leia também: Bianca Rinaldi celebra romance de Leonor e Marcelo em Malhação: “Amor inocente e de respeito”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O personagem está passando por uma nova fase, ele vai ter uma recaída?  

Então, esse reencontro foi muito importante e impactante para o Érico. Porque ele não esperava, mas o Vagner cercou ele no colégio várias vezes e pediu uma ajuda. Por ele ter uma boa criação, um coração bom e ser uma pessoa do bem. Eu acho que ele estendeu a mão, resolveu ajudar e deu uma segunda chance para ele. Apesar de ter passado tudo no centro de internação, eles criaram uma certa amizade. O Érico está confiante de que o Vagner pode se tornar uma pessoa melhor, mas como ele é do bem, acho que ele não vai fazer mal a ninguém.

Vida real

Como você vê na realidade esses garotos que estão em centro de recuperação de menores? Você ajudaria um garoto desses? 

Nossa é uma pergunta muito difícil. Mas hoje eu caminho na praia e os meninos de rua me param e falam que se identificam comigo. Isso é uma pergunta muito delicada, mas eu como Gabriel, com certeza estenderia a mão. De fato, eu não conheço muito bem essa realidade, mas como meu personagem passa por isso, eu acabo conhecendo mais. Mas sem dúvidas eu estenderia a mão.  

Como fica a história com a Jade, afinal ela pirou de novo, né? 

Caraca essa menina da trabalho. Ela pirou de novo e o Érico não gosta nada disso, ele gosta do cacheado, do enrolado, aceita ela como ela é.

Resposta do público

E o que você ouve sobre o casal nas ruas? 

Falam bem. Não tem uma pessoa que não me pare para falar que tem vontade de dar um tapa na cara dela. Eu falo que tenho vontade também (risos). Mas só elogios bons e eu estou muito feliz, apesar dessa maluquice dela. Eu acho legal porque ela tem se aceitado cada vez mais, principalmente com o apoio dos amigos, porque ela é uma menina rica que não conhece esse universo, o universo dela é só casa, família e escola. Mas vem muitas coisas que eu não posso falar.  

Esse é o seu primeiro trabalho na TV. Às vezes acontece de pessoas com a mesma história que a sua, chegar em Malhação e não acontecer. Mas com você foi diferente, você chegou já acontecendo. Como foi isso para você? E o que você já tem para depois de Malhação? 

Não aconteceu rápido para mim, foi muito difícil. Eu moro no Rio há cinco anos, já passei por muita coisa e as coisas foram acontecendo, como deveriam acontecer. Eu fui fazendo esses processos de testes e aí aconteceu. Eu confesso que como esse meio é um meio de muito glamour, a gente acaba dando um pulo do chão, mas eu tenho uma mãe que é maravilhosa e me ajuda. A Yara me ajudou bastante também, afinal ela já vem de outros trabalhos. Para o ano que vem são muitos projetos, mas eu estou curtindo o meu momento agora. São projetos que ainda estão sendo executados para a TV.

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio