“Escrevo com meu coração, minha emoção. Fico feliz que o público goste”, afirma Walcyr Carrasco, rebatendo críticas a O Outro Lado do Paraíso

Publicado há 3 anos
Por André Romano
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sem dúvida nenhuma, Walcyr Carrasco é o grande nome da nossa dramaturgia desse século (não é exagero não). Ele acumula sucessivos êxitos por onde passa. Não é um autor de um horário só. Ele já escreveu novelas para todos os horários, exceto Malhação. E, em todas as suas histórias conseguiu elevar a audiência. Prova viva disso, é o estrondoso êxito de O Outro Lado do Paraíso, seu segundo folhetim no horário nobre, e que vem quebrando recordes de audiência.

Seu segredo de sucesso, segundo o seu público, é sua forma de conduzir uma boa história. Com Walcyr, a famosa barriga (enrolação) não acontece. Pois ele revela os segredos antes do tempo, e cria novos conflitos, que fazem o público se tornar fiel ao folhetim.  Em uma conversa exclusiva com o Observatório da Televisão, o autor fez um balanço da trama do horário nobre,  que conquistou  milhões de brasileiros nos últimos meses, e comentou que manda recados para o público através de Mercedes, personagem de Fernanda Montenegro.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Monique Alfradique avalia sua personagem de Deus Salve o Rei: “Muito diferente de tudo o que já fiz”

A seguir, confira o papo completo:

A novela é um sucesso de audiência. Como tem sido a reação do público?

“A reação do público foi ótima e sensível. Eu recebo sem parar relatos de pessoas que enfim, tiveram coragem de lidar com a questão do abuso. Tanto de adultos que passaram por eles, como de pais que, alertados pela novela, descobriram abuso em sua família. É maravilhoso abrir a discussão sobre um tema que era considerado tabu.”

Você conseguiu reunir grandes nomes da teledramaturgia em sua novela…

“Eu fico muito honrado de ter na minha novela nomes que sempre admirei, como Fernanda, Lima, Laura e Ilva Niño que fez só uma participação. É maravilhoso para um autor ver seu texto tão bem interpretado.”

Como você lida com as críticas que O Outro Lado do Paraíso sofre em relação ao texto e às situações consideradas inverossímeis?

“Eu escrevo com meu coração, minha emoção. Fico feliz que o público goste. Acredito que o crítico tem o direito de expressar sua opinião, embora nem sempre coincida com a do telespectador. Mas estou muito feliz com a receptividade da novela.”

Além de grandes veteranos, a trama acabou jogando luz em jovens talentos. Qual deles você pode destacar?

“Eu gosto muito do trabalho de Bella Piero, mas há outros grandes talentos jovens na novela. Não seria justo destacar um em tantos trabalhos incríveis.”

Como você avalia o sucesso da novela?

“Estou feliz com a novela, é um trabalho que me dá imenso prazer.”

Com o alto interesse pelas séries, muita gente acredita que a novela está chegando perto do seu fim. O que o senhor pensa sobre isso?

“Não acredito que a novela vá acabar. Li uma reportagem sobre o fim da novela quando tinha 18 anos. Estou com 66.”

Em O Outro Lado do Paraíso, Renato, que sempre foi visto como um interesse amoroso da protagonista, se mostrou o grande vilão da trama. Isso já era planejado?

“Tudo que está surgindo na novela já tinha sido planejado antes.”

O que pode adiantar sobre os próximos capítulos que está escrevendo?

“Não adianto tramas.”

Como você enxerga a situação que o Brasil está vivendo atualmente?

“Juro, falar sobre como está o Brasil é muito complexo agora. Só essa pergunta daria mil outras!”

Você se considera um autor abençoado?

“Eu me considero sim abençoado, por todas oportunidades que tive na vida, graças a Deus.”

Quais são seus próximos projetos após o fim de O Outro Lado do Paraíso?

“Meus novos projetos são secretos. Mas tenho muitos.”

Mande um recados aos nosso leitores…

“Quanto ao recado aos leitores, dou todos os dias. Inclusive através das palavras de Dona Mercedes, que refletem minha visão de vida. Assistam!”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio