Com o Bake Off, Nadja Haddad se garante no entretenimento: “É um preparo para algo ainda maior”

Publicado há um ano
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A quinta temporada do Bake Off Brasil está prestes a estrear no SBT, trazendo Nadja Haddad no comando, Beca Milano e Olivier Anquier no campo de avaliação da confeitaria. O formato traz 16 aspirantes confeiteiros que lutam para conseguirem o título de melhor confeiteiro amador do Brasil. É nesta competição gastronômica que Nadja Haddad firma definitivamente o seu pé no entretenimento após vários trabalhos em que pôde comprovar o quanto nasceu para a comunicação.

Aos 38 anos de idade, a profissional afirma estar em sua fase profissional mais feliz. Do início de sua carreira na televisão nos anos 2000, Haddad colecionou anos de telejornalismo até migrar para o entretenimento, com a transmissão do Band Folia, em 2008. Após experiências diversas na emissora da família Saad, foi no SBT que a morena realmente se encontrou como apresentadora.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante a coletiva de imprensa do Bake Off Brasil promovida pelo SBT na tarde da terça-feira (5), Nadja Haddad (agora em sua segunda temporada como apresentadora titular da atração), conta não sentir falta do jornalismo em sua vida e o quanto estar no entretenimento a transformou como profissional.

Beca Milano, Nadja Haddad e Olivier Anquier no Bake Off Brasil (Foto: Gabriel Cardoso/ SBT)

É a primeira vez que eu consigo efetivamente, exercer a minha profissão pela essência e sendo eu mesma. No jornalismo, acho que ninguém consegue isso, de fato. Mas, em outros momentos eu não conseguia ser eu 100% porque não era um reality show e eu estava em um lugar, que, para mim, não é o meu lugar preferido”, explica ela, com 16 anos de carreira jornalística.

Nadja Haddad (Divulgação)

Quando o assunto é como se deu a migração para o entretenimento, a apresentadora do SBT afirma que ter sido de forma gradativa e aponta para questões humanas. “Os melhores assuntos, os melhores papos acontecem sempre na cozinha da nossa casa, acho que em todas as famílias. Trabalhando no Bake Off, lidando com história humanas, de pessoas que tem ali os seus propósitos e falando também de culinária, não apenas da confeitaria, traz para mim a minha verdade. Estou extremamente realizada”, diz.

E completa, cheia de orgulho: “Este é o primeiro momento da minha carreira em que eu me sinto bem realizada com o papel em que eu tenho exercido. Estou cada vez mais envolvida com o programa, e, profissionalmente, eu acredito que é um preparo para algo ainda maior. Certamente voltar para o jornalismo não é o meu desejo. Eu quero permanecer no entretenimento, eu acredito cada vez mais neste seguimento“, garante a contratada do SBT, que também reúne em seu currículo programas como Vídeo News (Band), Claquete (Band), Deu Olé! (Band), Band Zoo, Programa do Ratinho e SBT na Web.

Nadja Haddad foi apresentadora do Vídeo News na Band (Reprodução: Band)

A mudança foi orgânica“, garante. Nadja Haddad também esclareceu seu afastamento do jornalismo. “Não, nunca foi a minha intensão [se afastar da área]. Eu sempre serei uma jornalista, mas hoje eu sou uma jornalista dentro do entretenimento, é onde eu me sinto à vontade. O jornalismo impõe uma certa imparcialidade e frieza diante dos casos que não cabe a mim como ser humano“, explica.

Carioca de Nova Iguaçu, ela conta que já não aguentava mais o hard news (termo utilizado para se referir ao jornalismo factual; crimes, casos de polícia e/ou ‘mundo cão’). “Chegou um ponto da minha carreira que era impossível eu não me doer com a dor do outro em simplesmente informar. No entretenimento eu tenho essa possibilidade. Eu sou grata, é a minha formação, amo ser jornalista, mas hoje estou no entretenimento, foi uma mudança natural, eu não busquei, mas eu percebi que eu estaria feliz“, disse.

Questionada sobre sua postura diante das avaliações de Beca Milano e Olivier Anquier, situações e também a relação com os novos participantes, Nadja diz que precisa ser menos chorona. “Eu não sabia que eu era uma pessoa doce, eu não me daria essa característica“, respondeu ela ao jornalista, quando chamada de ‘apresentadora doce’. “Eu vou tentar ser menos chorona por que eu sei que me envolvo com a história de cada um e daqui a pouco eles não vão me levar mais a serio“, finalizou, aos risos.

Chamada do Bake Off Brasil 5ª Temporada:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio