Globo tenta transformar Rafa Kalimann em apresentadora, enquanto veteranas perdem espaço

Artistas experientes, como Xuxa e Angélica, seguem fora do ar

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Casa Kalimann, programa comandado pela ex-BBB Rafa Kalimann no Globoplay, foi alvo de muitas críticas nas últimas semanas. Sem foco, a atração parece não ter sido feita para a artista, que surge pouco à vontade em cena. O programa tenta fazer humor e, por isso, deveria ter alguém mais afinado na comédia para comandá-lo.

Sabe-se que a Globo segurou Rafa Kalimann no intuito de transformá-la numa estrela. No entanto, a jovem ainda é inexperiente nesta função. Para iniciá-la à frente de um programa, o ideal seria pensar em algo que realmente tivesse a ver com ela. Por que não um programa sobre moda e estilo, por exemplo?

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Porém, é curioso notar que, enquanto a emissora usa sua plataforma de streaming para lançamentos, artistas com mais experiência encontram dificuldades em ter um espaço, seja no Globoplay ou nos canais Globo. O canal não parece disposto a apostar em estrelas que já fizeram história em seus domínios no passado.

Angélica, por exemplo, está fora do ar, mesmo com ampla experiência diante das câmeras. A loira emplacou uma temporada de Simples Assim na Globo, e uma temporada de Cartas Para Eva no Globoplay, mas não se falou sobre novos planos para ela desde então.

Xuxa, outra estrela com um passado de glórias no canal, deve ganhar um documentário no Globoplay. Mas por que não se fala de um outro projeto, algo maior, mesmo que de temporada? Se a emissora não quer mais um programa com Xuxa no canal aberto, já que suas últimas atrações não deram certo, ainda há espaço para experiências em outras plataformas.

Claro, uma coisa não anula a outra. A emissora tem todo o direito de dar espaço e “treinar” os nomes que considera uma aposta para o futuro, como Rafa Kalimann. No entanto, o canal poderia olhar também com mais carinho para nomes que já têm uma história consolidada e ainda muito a contribuir.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio