Ana Cecília Costa atua com alma e coração

Publicado há um ano
Por André Romano
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Dia desses, fui ao Projac – agora chamado de Estúdios Globo – para entrevistar Ana Cecília Costa, que brilha no papel de Missade, mãe da protagonista Laila (Julia Dalavia) em Órfãos da Terra. Sempre admirei o trabalho da atriz em cena. Não a conhecia fora do personagem. Uma coisa posso garantir, ela não é intensa nos tablados ou nos estudos da vida, é assim também pessoalmente. Costumo sentir sempre a vibração das pessoas, desde criança carrego isso comigo. Ana é um ser de luz, que não costumamos encontrar por aí com frequência.

Ela nasceu para irradiar essa arte e iluminar os lares de milhões de brasileiros com a sua interpretação, sua entrega. Missade representa milhares de mulheres que não são figurantes de suas histórias e, sim, protagonistas. Elas dão ‘banana’ para o machismo, e seguem com os seus sonhos, já que podem tudo. Em minha humilde opinião, Missade já é uma das melhores personagens criadas na dramaturgia do país, nos últimos anos. E, a atuação de Ana, só agregou isso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma atriz estupenda

Ver Ana em
cena, com toda a sua entrega, é um presente que todos os telespectadores da
trama de Thelma Guedes e Duca Rachid. Ganham diariamente, já que
a estrela veste a alma da personagem. Isso fica nítido em sua interpretação.
Com o olhar, ela entrega todas as angústias da personagem. Poucos atores têm
esse dom, de falar através de seus olhos, Ana tira isso de letra, com maestria.

Uma coisa eu
posso garantir, saí transformado da conversa que eu tive com essa atriz
estupenda, pois percebi que ela nasceu com essa missão: a de entregar a sua
arte para milhares de brasileiros, que necessitam mais do que nunca disso.
Estamos vivendo em um período intenso, mas fico tranquilo, porque temos
artistas como Ana, irradiando a alma das pessoas com a sua entrega, e amor, ao
ofício que eles escolheram para exercer. Ana, muito obrigado por tudo!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais