Isso É Calypso

Joelma revive DVD histórico em São Paulo e diz que procurou TVs para desmascarar imitadoras

Inspirada em trabalho que a tornou famosa no Brasil, cantora grava novo projeto audiovisual no CTN

Publicado em 15/04/2023

Joelma mexeu com a nostalgia dos fãs na gravação do DVD Isso É Calypso Tour Brasil, na noite de sexta-feira (14), no CTN (Centro de Tradições Nordestinas). Inspirada no primeiro (e histórico) registro audiovisual da banda, em 2003, a cantora repetiu a cidade (São Paulo) e até o figurino do show que a transformou em fenômeno cultural, a ponto de, enfim, ser cobiçada pelos programas mais vistos da TV.

Antes do DVD Ao Vivo em São Paulo, Joelma se apresentava na televisão do Norte e Nordeste. No eixo Rio-São Paulo, restringia-se aos programas de Gilberto Barros, na Band, e Raul Gil, na Record. Somente após a explosão do projeto, a Calypso estreou em atrações líderes de audiência, como Domingão do Faustão (Globo) e Domingo Legal (SBT).

Em resposta à coluna, que na última quinta-feira (13) participou da coletiva de imprensa do DVD Isso É Calypso Tour Brasil, Joelma relembrou a rejeição das emissoras no início da carreira.

“Eu lembro que quem procurou as TVs fomos nós. A televisão não procurava a gente. A banda era um sucesso no Brasil e a televisão não nos procurava”, disse a artista, explicando que precisou recorrer aos canais para desmascarar Joelmas “falsas”, imitadoras que usavam o nome da banda para confundir o público.

“Não tinha internet, né? Aí os amigos ligavam para a gente: ‘Ah, vocês vão estar aqui?’. Eu dizia ‘Não’. Estão anunciando aqui: ‘Banda Calypso’. Começaram a aparecer várias bandas falsas fazendo shows. Falei: ‘E agora, a gente faz o quê?. Vamos procurar a televisão, mostrar a cara’, porque a banda era estourada, a voz era conhecida, mas ninguém conhecia o nosso rosto. Foi aí que a gente começou a procurar televisão, devagar até que a gente conseguiu entrar”, prosseguiu.

Assista abaixo à declaração de Joelma e a cobertura completa do lançamento do novo DVD:

Siga o colunista no Twitter e no Instagram.

Assuntos relacionados:

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade