Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Exclusivo

Após “prova de fogo” no SBT, A Pracinha bomba no YouTube e pode virar peça de teatro

Especial infantil ocupa o pódio dos vídeos mais vistos da emissora na web em 2022

Publicado em 16/05/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Uma semana depois de sua exibição, já pode-se assegurar que A Pracinha, versão infantil de A Praça É Nossa, é um fenômeno. Enquanto na TV o programa foi escalado para “apagar o incêndio” da faixa mais problemática do SBT aos sábados, na internet o especial mirim ocupa o pódio dos vídeos mais vistos no canal da emissora neste ano.

Até a noite desta segunda-feira (16), oito dias após a publicação do material A Pracinha atingiu 400 mil acessos no perfil oficial do SBT no YouTube, número impressionante pelo curto período e por estar na íntegra (mais de 1 hora). Apenas dois vídeos superam a quantidade de visualizações do humorístico em 2022: o beijo de Danilo Gentili em Maraisa (708 mil views) e a surpresa de Dia das Mães para Patricia Abravanel (483 mil views).

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

O excelente desempenho na web soa como alento para a direção da Praça, que se preocupou com a baixa audiência na TV. Entretanto, A Pracinha conseguiu segurar o público de Raul e evitar uma fuga em massa para a cobertura do acidente com a dupla Conrado & Aleksandro explorada por Cidade Alerta e Brasil Urgente. Na Grande São Paulo, registrou 3,5 pontos e ficou em quarto lugar, com crescimento de 11% na faixa em relação às quatro semanas anteriores).

Para se ter ideia da “prova de fogo”, no último sábado o SBT perdeu 1 de cada 4 telespectadores de A Pracinha com a exibição de Operação Mesquita, segundo números do site TV Pop (2,6 pontos, queda superior a 25%).

O sucesso da Pracinha também pode ser medido pelos convites. Dalila Nóbrega, neta de Carlos Alberto de Nóbrega e diretora da versão mirim, publicou em seus stories o interesse de casas de espetáculos para abrigar o formato. A coluna apurou que o Teatro Gazeta, na avenida Paulista, é um dos locais interessados. Ali, já foi encenado o Proibidão da Praça, apresentado por Marcelo de Nóbrega, filho do titular da Praça.

Dalila, também no Instagram, alertou para outra consequência do êxito do programa: os golpes. Criminosos se passam por falsos agentes de artistas mirins e enganam mães e pais prometendo papéis aos filhos na Pracinha. A diretora da atração reforçou que não trabalha com agências de crianças.

Siga o colunista no Twitter e no Instagram.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....