Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
In Memoriam

Veterana da TV brasileira e estrela dos primórdios da Globo, Theresa Amayo morre aos 88 anos

Estrela tinha mais de 70 anos de carreira e passou por diversas emissoras

Publicado em 24/01/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Faleceu às 4h30 desta segunda-feira (24), no Rio de Janeiro, a a atriz Theresa Amayo. Ela estava em casa, no bairro de Laranjeiras, e nos últimos tempos travava uma luta contra o câncer. Nascida em 13 de julho de 1933, Theresa foi uma das primeiras estrelas da dramaturgia da TV Globo, e tinha mais de 70 anos de carreira.

Paraense da capital do estado, Belém, em 1950 Theresa Amayo estreou nos palcos com o incentivo da atriz e produtora Dulcina de Moraes, e em pouco tempo já era protagonista das peças. Esteve na televisão desde os primeiros tempos, tão logo inaugurou-se no Rio de Janeiro a TV Tupi, Canal 6.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Teatrinho Trol, Câmera Um e Histórias do Teatro Universal foram alguns dos projetos que contaram com a atriz no elenco, ainda nos tempos da TV feita ao vivo, fora as novelas, que ainda não eram diárias. Theresa esteve também nos casts das TVs Rio e Continental, antes de ingressar na TV Globo, recém-inaugurada.

A atriz viveu Svetlana em O Rei dos Ciganos (1966/67), Maria de Las Mercés, a “patroazinha” do índio Robledo (Cláudio Marzo) em A Rainha Louca (1967), Pilar em Sangue e Areia (1968), Lien em Passo dos Ventos (1968/69) e a Condessinha Yolanda de A Última Valsa (1969).

Em 1970, Theresa Amayo fez na TV Tupi um dos papéis centrais de E Nós, Aonde Vamos?, e depois voltou à TV Globo para interpretar Mocinha, a noiva de Roque (Francisco Cuoco) em Roque Santeiro, mas a novela de Dias Gomes foi censurada.

O elenco foi remanejado para Pecado Capital, de Janete Clair, e Theresa viveu Vitória, a filha mais velha de Salviano Lisboa (Lima Duarte). Em 1977 a atriz foi a Tônia de O Espantalho, produção dos Studios Silvio Santos exibida na TVS, na TV Record e na Tupi.

Outras novelas com Theresa Amayo no elenco foram Gina (1978), como a vilã Mirtes; Tudo ou Nada (1986/87) e Carmem (1987/88), ambas na TV Manchete; e Senhora do Destino (2004/05), na Globo. A atriz também participou de minisséries, unitários e programas humorísticos, a exemplo de Zorra Total.

Theresa Amayo também esteve presente em cerca de 15 filmes, entre os quais O Diamante, Fuzileiro do Amor, O Camelô da Rua Larga, Não Pare na Pista e Doidas e Santas. Em teatro, destaque para Irene, Pindura Saia, Irma La Douce, As Inocentes do Leblon, Pequenos Burgueses, A Moratória, Liberdade Para as Borboletas e A Garota do Biquíni Vermelho.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....