Reviravolta

Leonel não morreu! Pai de Marê reaparece para mudar a vida de Marcelino em Amor Perfeito

Dono do Hotel Budapeste ressurge desmemoriado e vira grande amigo do menino

Publicado em 14/05/2023

Felizmente, Leonel (Paulo Gorgulho) não morreu em Amor Perfeito. Fortes pistas indicavam que o pai de Marê (Camila Queiroz) sobreviveu ao tiro que levou de Gilda (Mariana Ximenes). Agora, ele reaparece na novela para mudar a vida de Marcelino (Levi Asaf).

O empresário contou com a ajuda dos médicos e de uma antiga amante para forjar sua morte. Entretanto, ele perdeu a memória e não se lembra de seu passado, por isso fica anos aos cuidados dos doutores.

Tudo será explicado no decorrer da trama, mas nos próximos capítulos de Amor Perfeito, o dono do Grande Hotel Budapeste vai morar no monastério da cidade, ao lado dos freis e padres.

Leonel (Paulo Gorgulho)
Leonel Paulo Gorgulho em Amor Perfeito

Leonel está vivo

De forma inesperada, Leonel ganhará um novo nome ao chegar no local: Toledo. Ele será levado ao local por Tadeu (João Rodrigo Ostrower), médico que salvou sua vida. Além dele, Ítalo (Genézio de Barros) também ajudou o poderoso, assim como uma mulher misteriosa.

Toledo chega todo desmemoriado e tímido à Irmandade. Logo Frei Severo (Babu Santana) e outros religiosos descobrem que se trata de Leonel, mas prometem guardar segredo, escondendo tudo de Gilda e até mesmo de Marê.

Leonel (Paulo Gorgulho) em Amor Perfeito
Leonel Paulo Gorgulho em Amor Perfeito

Conforme o tempo passa, Leonel vai recuperando a memória por meio de jogos e atividades e se torna um grande amigo de Marcelino, sem imaginar que se trata de seu neto.

O veterano cria uma cumplicidade com o filho de Marê e começa a se lembrar aos poucos de sua vida passada. Além disso, ele ajudará o menino a desvendar o mistério sobre sua verdadeira família.

Ao recuperar o memória, Leonel será a principal pedra no sapato de Gilda. Ele vai incriminar a vilã e acabar com a pose dela, fazendo justiça por sua filha, que ficou por anos atrás das grades.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade