Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Estratégia

Novo app Discovery+ não inclui canais ao vivo da TV por assinatura

Serviço de streaming estreia dia 9 de novembro e contará com conteúdos exclusivos no formato sob demanda

Publicado em 04/11/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A chegada da nova plataforma Discovery+ ao mercado brasileiro é exclusiva para conteúdos sob demanda, os chamados VOD, diferentemente da estratégia utilizada pelo Globoplay, por exemplo.

Enquanto o streaming da Globo tem entre suas ofertas um combo de canais ao vivo, com 19 emissoras, o Discovery+ opta por se diferenciar da TV convencional, apostando na coexistência do novo serviço junto a todas as suas demais marcas de canais na televisão por assinatura.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

No novo app os conteúdos serão separados por categorias: Aventura e Sobrevivência; Estilo de Vida; Casa; Comida; Kids; Documentários; Paranormal; Crime e investigação; Relacionamentos; Motores; Ciência e Tecnologia e Natureza.

Trata-se do mesmo modelo, sem transmissão de canais lineares, que outras empresas programadoras multinacionais optaram, como Disney + e HBO Max (que exibem ao vivo apenas eventos esportivos) por exemplo, ou até mesmo a Netflix.

Já o modelo do Globoplay, é seguido por outro player do mercado nacional, a Box Brazil Play, com ofertas que incluem transmissão de diversos canais ao vivo, entre canais próprios, canais independentes e canais do Grupo Bandeirantes de TV.

O Brasil foi escolhido como primeiro mercado da América Latina para a estreia do Discovery+ devido ao seu tamanho e peso na região, conforme explicaram os executivos da empresa durante o lançamento para a imprensa.

Conteúdos

Antônio Fagundes é o narrador de Um Planeta Perfeito, novo conteúdo do Discovery+. Foto: Divulgação/Alexandra Martins

O Discovery+ aposta em conteúdos exclusivos para a plataforma, ao lado de um compilado de seus acervos e temporadas. 

Uma das novidades é a esperada versão nacional do sucesso do canal Discovery, o Largados e Pelados. Novos episódios chegarão a cada semana, agrupados com temporadas anteriores da franquia.

O mesmo acontecerá com os novos episódios de outro sucesso internacional, o Irmãos à Obra, entre outras atrações.

A série original da BBC Um Planeta Perfeito terá narração de Antônio Fagundes.

Um diferencial importante do app é a área destinada às crianças, com propriedades completas vindas do Discovery Kids, como Peppa Pig.

A área Kids contará com importantes novas produções originais nacionais, como a animação Ba Da Bean e o live-action brasileiro CurioZoo.

Monica Pimentel, VP de conteúdo da Discovery Brasil, falou que virá muita programação nova por aí, com previsão de 200 novos títulos globais nos próximos meses, além de mais outros 150 programas que estão em desenvolvimento na América Latina.

Largados e Pelados Brasil, nova produção local, conteúdo do Discovery+, com os participantes Leti e Tony. Foto: Divulgação

Parcerias

O serviço também estreia com parcerias de peso. Do lado das empresas de telecom, o Discovery+ chega forte ao ter anunciado um primeiro acordo com a Claro, que incluirá o app entre serviços móveis e fixos – celular, banda larga, TV por assinatura e Claro box TV – para os seus clientes de acordo com cada pacote.

Por sua vez, o Discovery+ também firmou parceria com a maior plataforma nacional com amplo parque instalado, que é o próprio Globoplay, podendo ser adquirido em combo com o serviço da Globo.

De uma forma geral, o serviço estará disponível em iPhones, iPads e Apple TV 4K, além de telefones e tablets Android, SmarTVs, bem como em aparelhos como Roku e Amazon Fire TV.

O Discovery+ também pode ser acessado pelo navegador de qualquer computador.

O serviço estará disponível por R$ 21,90 ao mês, ou em 12 parcelas de R$ 18,90 (aquisição pelo discoveryplus.com.br).

Futuro

Lembremos, contudo, que as controladoras da Warner Media e Discovery anunciaram a fusão das empresas nos Estados Unidos.

Porém, por se tratar de uma operação internacional que tem de ser aprovada pelas autoridades de cada país de atuação das empresas, por enquanto nada muda, e cada um dos serviços relacionados — HBO Max e Discovery+ — segue seu rumo separadamente.  

Quem explica é Fernando Medín, presidente e diretor geral da Discovery para América Latina e mercado Hispano nos EUA: “Até se conseguir a autorização das autoridades, cada uma das companhias continua operando de forma independente”.

** Siga a colunista no Twitter e Instagram.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....