Preparação do Catar para a Copa do Mundo é destaque no primeiro Esporte Espetacular de 2022

O programa também mostra conversa de Casagrande e o jogador Miranda

Publicado em 01/01/2022 15:40
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pela primeira vez na história um país do Oriente Médio vai sediar uma Copa do Mundo. Além das altas temperaturas, que adiaram os jogos de forma inédita para os meses de novembro e dezembro, o Catar é um país que reserva, para jogadores e torcedores, particularidades nunca vistas na disputa do evento.

O repórter Richard Souza conta algumas delas no Esporte Espetacular deste domingo (2), o primeiro do ano, e mostra também como o país está se preparando para receber a principal competição de futebol do planeta. Entre as novidades estão a criação e ampliação de estradas e de uma nova rede metroviária, ligando sete dos oito estádios da Copa.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A maior distância entre uma estação e outra é de 55 quilômetros, percurso feito em aproximadamente uma hora, o que significa que, dependendo dos horários das partidas, será possível assistir até dois jogos em um mesmo dia. A matéria visita ainda o resort que deve servir de base e concentração para a seleção brasileira durante a disputa do Mundial.

Campeã mundial de futevôlei e teqball, a carioca Natália Guitler testa as habilidades de grandes nomes do esporte no Desafio da Nat. No segundo episódio do quadro, ela recebe Léo Moura, ex-jogador de Flamengo e Grêmio; Maicon, campeão da Libertadores pelo tricolor gaúcho; e a jogadora Vivian Cardoso, do Botafogo.

Os convidados participam de três provas: primeiro testam a pontaria, buscando acertar um dos cones do outro lado da mesa; na sequência, disputam uma partida de teqball; e no último desafio, vence quem acertar mais vezes a bola dentro de um cesto. Quem será que levou o troféu para casa?

No Casão FC deste domingo, o comentarista Casagrande conversa com o zagueiro Miranda, que depois de 10 anos no futebol europeu, voltou ao Brasil para atuar pelo São Paulo. O retorno ao clube paulista, seleção, carreira e aposentadoria são alguns dos temas do bate-papo.

Já o Artilheiros do Domingo, relembra os gols de Guga, atacante do Santos nos anos 90, que ficou marcado por ser o maior carrasco do Corinthians após a Era Pelé, balançando a rede por oito vezes contra o time do Parque São Jorge.

O repórter Juliano Lima conversa com o jogador que, vestindo a camisa nove da equipe santista, marcou ao todo 73 gols em 156 jogos e conquistou a artilharia do Campeonato Brasileiro de 1993.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio