Adriane Galisteu revela segredos de Ayrton Senna durante entrevista antiga para Otávio Mesquita

Programa do SBT reprisou conversa com a apresentadora de A Fazenda relembrando seu relacionamento com o piloto de Fórmula 1

Publicado em 29/09/2021 11:31
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Operação Mesquita, programa comandado por Otávio Mesquita nas madrugadas do SBT vem reprisando entrevistas antigas que o apresentador fez ao longo de sua carreira, mesclando com conteúdos atuais. Hebe Camargo e Faustão foram alguns dos artistas que passaram pelas reprises do programa.

Na madrugada da última terça-feira (28), a atração levou ao ar uma entrevista que Otávio Mesquita fez com Adriane Gelisteu em 1995, um ano após a morte de Ayrton Senna. A ex-modelo estava na época com 21 anos e ainda não sabia o rumo artístico que seguiria.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Foi uma entrevista exclusiva e durante a conversa falou sobre o livro que lançou na época, contando curiosidades e como foi seu relacionamento com o piloto de Fórmula 1. A história foi contada em primeira pessoa e o objetivo do livro partiu de uma ideia dos fãs de Senna: ”Depois que ele morreu, fiquei por um tempo isolada em uma fazenda, recebia muitas cartas pedindo que lançasse um livro ou contasse mais sobre o Ayrton, as pessoas queriam saber como era sua intimidade, queriam conhecer além do piloto que já estavam acostumados a ver”, revelou Galisteu.

Durante o período que contou as histórias para que o escritor escrevesse o livro revela que chorou, se emocionou e até deu risadas ao relembrar momentos marcantes que passou ao lado de Ayrton Senna. Conta, que na época abandou sua carreira para viver ao lado do namorado: ” Tanto ele como eu viajávamos muito, teve um dia que ele foi muito sincero comigo, chegou para conversar e disse se continuássemos daquele jeito não conseguiríamos ficarmos juntos, ele teve a ideia de eu dar um tempo na minha carreira para poder acompanhá-lo nas viagens, acabei aceitando”.

A apresentadora conta, que Ayrton Senna era muito tímido e muita coisa que foi noticiada depois de sua morte não foi verdade, disse que uma notícia que saiu na época que a família do piloto teria expulsado Galisteu do carro não foi verdade: ”Chegaram a dizer que fui impedida pela família de segurar o caixão dele durante o enterro, isso nunca aconteceu, foi invenção da mídia”, contou a apresentadora de A Fazenda.

Adriane Galisteu revela que o momento mais difícil depois da morte de Ayrton Senna, foi quando teve que buscar seus pertences no apartamento em que moravam juntos, percebeu que realmente estava sem seu grande amor e as únicas coisas dele que ficou, foram as escovas de dentes e o pijama.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio