Segundo Sol: Manuela se encontra com Luzia e fica confusa com o que ouve

Luzia (Giovanna Antonelli) e Manuela (Luisa Arraes) em Segundo Sol
Publicidade

Em Segundo Sol, na Globo, Manuela (Luisa Arraes) aceitou se encontrar com Luzia (Giovanna Antonelli) depois da morte de Remy (Vladimir Brichta). A protagonista é apontada como a autora do assassinato e está tentando convencer as pessoas de sua inocência. Em uma conversa com a filha, ela explicará o que aconteceu. Confira.

“Me dá um abraço, filha…”, pedirá. Ela hesitará, mas correrá e se jogará nos braços de Luzia. “Não parei um minuto de pensar em você e em seu irmão…”, falará a protagonista. “O quê que aconteceu, mãe? Por que isso tudo de novo? Eu achei que tava tudo bem… O quê que você fez? Por quê?”, perguntará a garota.

Veja também: Com medo de morrer, Galdino aceita ajuda de Luzia, em Segundo Sol, na Globo

Continua depois da publicidade

“Eu não fiz nada, Manu, acredite em mim, por favor! Eu não matei Remy, lhe juro!”. “Você tava lá, com ele, Beto viu”. “Eu caí em outra armadilha, aquilo foi uma armação… eu vou provar isso, prometo pra você”. “De novo uma armação? Por que você foi encontrar com aquele sujeito??! Num quarto de pensão?!”.

Luzia revela que bebê que teve há 18 anos pode estar vivo

“Porque ele me disse que a criança que eu tive com Beto tava viva… que era uma menina, me pediu dinheiro… combinou que eu ia encontrar com ela, com essa filha que eu nem sabia que tinha”. “E você caiu numa conversa dessa? Jura?”. “Eu tinha que ir, Manu, tinha que tirar essa dúvida de dentro de mim”.

“Sem contar nada pra Beto?”, questionará Manuela. “Se eu contasse, Remy disse que eu nunca mais ia saber de minha filha”. “Me desculpe, Luzia, mas ir encontrar Remy… logo Remy… levar dinheiro praquele cara que todo mundo sabe que era um canalha, um bandido… você desistiu de viajar com seus filhos, com Beto… pra ir atrás dessa história mal contada… E o cara aparece morto do seu lado, e você é inocente”.

“Manu, calma, me escute”. “Você foi pega em flagrante! Fugiu da polícia, fugiu da cena do crime! Fugiu de Beto! Fugiu, de novo fugiu!! Que conversa é essa? O que é que eu posso pensar disso, Luzia, me diga!!?”. “Vai deixar de me chamar de mãe, Manu, é sério isso?”.

“Desculpa, mãe, eu não sei o que dizer, não sei o que pensar”. “Manu, se eu sou essa bandida, essa assassina, criminosa, mentirosa, desalmada, pra que é que eu me dei ao trabalho de me aproximar de você, de Ícaro?”. “Não sei… talvez Ícaro tenha razão… pra parecer que tava arrependida pra Beto, que era uma mãe amorosa, pra ele lhe comprar de novo, lhe ajudar”.

Luzia pede voto de confiança

“Que horror… Ícaro disse isso? E você ainda repete? Como é que você pode pensar isso de mim, minha filha? E Ícaro? Meu Deus do céu… claro, essas palavras não são de seu irmão, são de Laureta! Ela tá envenenando meu filho ainda mais contra mim… Eu amo você e seu irmão acima de tudo, Manu, se eu não amasse, não teria voltado da Islândia, não teria me arriscado! Faz sentido pra você eu ter voltado por qualquer outro motivo que não fosse ter vocês de novo em minha vida, me diga?”.

“Não…”. “Filha, meu amor, eu sou capaz de dar minha própria vida por você e seu irmão… só lhe peço que acredite em mim, eu não matei Remy… naquele quarto, naquela noite, eu apaguei por conta de alguma coisa na água que bebi, e quando recobrei os sentidos Remy já tava morto, e eu fugi porque não ia ser de novo condenada por um crime que eu não cometi. Tente, pelo menos tente acreditar em mim. Eu preciso falar com seu irmão”.

“Ícaro tá péssimo, melhor você não procurar ele”. “Você tem que tirar Ícaro daquela casa, de junto daquela mulher… isso tudo é culpa dela, eu sei, e vou provar isso. Ajude seu irmão!”. “Eu vou tentar…”. “E você, procure se controlar, se manter limpa, longe das drogas, promete?”.

“O que você vai fazer?”. “Vou provar que não matei Remy, mas dessa vez vou me vingar por Laureta ter destruído pela segunda vez minha vida, ela não vai sair impune dessa, não vai mesmo… e depois… depois nós vamos fazer o que combinamos, vamos juntos pra nossa casinha em Boiporã, eu lhe prometo”, concluirá.

Publicidade
© 2021 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade