Cineasta, astro da tela grande e também da pequena, Reginaldo Faria é nosso homenageado

Ator participou da primeira novela da TV Globo, em 1965

Publicado há 25 dias
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Seja como o bon-vivant Maurice de Totalmente Demais, o mau-caráter Marco Aurélio de Vale Tudo ou o fazendeiro Henrique Sobral de Força de Um Desejo, Reginaldo Faria sempre esbanja talento em cena, ainda que por vezes seus personagens sejam pequenos nas tramas das quais participam.

Na ativa no cinema há mais de 60 anos e na televisão há quase o mesmo tempo, uma vez que participou de algumas das primeiras novelas da TV Globo nos anos 1960, incluindo a primeira de todas, Ilusões Perdidas, de Ênia Petri, Reginaldo é árduo defensor de um cinema brasileiro que trate dos nossos problemas ao invés de se preocupar em ganhar Oscars e afins.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Cidade Ameaçada, Lance Maior, Lúcio Flávio e Pra Frente, Brasil são alguns dos filmes marcantes na carreira do ator e também diretor, a exemplo de seu irmão, o cineasta Roberto Farias. Com Licença, Eu Vou à Luta, Memórias Póstumas e Cazuza – O Tempo Não Para são mais alguns exemplos.

Na televisão, novelas como Dancin’ Days, Água Viva, Baila Comigo, Elas por Elas, Ti-ti-ti, Corpo Santo, Vamp, O Clone, Cabocla e Pega-pega contaram com o ator em papéis dos mais variados, às vezes de mau-caráter, mas em geral oferecendo boas oportunidades para este disciplinado profissional exibir seu talento e comprometimento. Confira o Vale a Pena sobre a carreira de Reginaldo Faria no vídeo!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais