Carismático e com vários trabalhos para o público infantil, João Acaiabe parte e deixa a TV mais triste

Ator estava com 76 anos e participou do Sítio do Picapau Amarelo e de Chiquititas, em versão atualmente em reprise

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator João Acaiabe nasceu na cidade paulista de Espírito Santo do Pinhal, em 14 de maio de 1944, e faleceu aos 76 anos nesta quinta-feira (1º). Ele foi uma das mais de 300 mil vítimas da covid-19 no Brasil até aqui.

Antes de despontar em novelas da TV Tupi, o que ocorreu em 1975 na primeira versão de A Viagem, de Ivani Ribeiro, o ator se formou na Escola de Arte Dramática e fez teatro, inclusive o Jesus Negro de Plínio Marcos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na TV Tupi, João Acaiabe ainda participaria de Cinderela 77 (1977), O Profeta (1977/78), Salário Mínimo (1978/79) e da série Casa Fantástica (1979). Nos anos 1980, o ator esteve em histórias do Tele Romance da TV Cultura, como O Fiel e a Pedra (1981) e O Pátio das Donzelas (1982).

Na mesma década, João Acaiabe integrou o elenco do infantil Bambalalão, também na TV Cultura, ao lado de Gigi Anhelli e Silvana Teixeira, entre outros. Outros trabalhos direcionados às crianças foram o Tio Barnabé do Sítio do Picapau Amarelo (2001/06), na TV Globo, e o chef Chico na versão de Chiquititas produzida pelo SBT entre 2013 e 2015, atualmente em sua segunda reprise na emissora.

Vila Madalena (1999/2000), Eterna Magia (2007) e Segundo Sol (2018) foram algumas das novelas da TV Globo que contaram com o talento de João Acaiabe, nosso homenageado no In Memoriam desta semana aqui no Observatório da TV. Confira o vídeo!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio