Atriz e cantora consagrada, Lucinha Lins está no ar em dois de seus bons momentos na TV

Na música, ela faturou o maior prêmio do Festival MPB Shell, em 1981

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Lúcia Maria Werner Vianna Lins, a Lucinha Lins de tantos trabalhos marcantes na teledramaturgia, além de cantora consagrada, nasceu no Rio de Janeiro em 1953. Nos anos 1970 Lucinha dedicou-se essencialmente à música, antes de ter seu tempo mais tomado pelo trabalho de atriz.

A estreia na TV ocorreu na série Plantão de Polícia, em 1980, como Gisela, repórter e filha do dono da Folha Popular na qual também trabalhava o romântico Waldomiro Pena (Hugo Carvana). No ano seguinte, sua interpretação de ‘Purpurina’ rendeu-lhe a vitória no Festival MPB-Shell 1981 – para a música e para si, como melhor intérprete.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ao longo dos anos 1980, outros papéis em novelas e minisséries surgiram. A Santinha de Rabo-de-saia (1984), a marcante Mocinha de Roque Santeiro (1985) e a Ângela de O Salvador da Pátria (1989) são bastante significativas na carreira da atriz.

Nos anos 1990, além de personagens como Estela em A Viagem (1994) e Lali em Perdidos de Amor (1996), Lucinha Lins marcou uma geração como Roberta, tia de Lucas Silva e Silva (Luciano Amaral), na série infantojuvenil Mundo da Lua, da TV Cultura.

Desde os anos 2000, além da TV Globo, a carreira da atriz registra vários trabalhos na Record TV, emissora na qual Lucinha Lins esteve entre 2006 e 2019. A Ísis de Vidas Opostas (2006), a Vilma de Chamas da Vida (2008) e a Zizi de Vidas em Jogo (2011) foram alguns deles. O Vale a Pena desta semana homenageia a estrela de tantos papéis. Confira o vídeo aqui no Observatório da TV!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio