POR ONDE ANDA?

Irmã atriz e fora da TV: Veja como está Rejane Arruda, a Kiki de O Cravo e a Rosa

Saiba como está a vida da artista 22 anos após a novela

Publicado em 24/08/2022

Por onde anda a Kiki e O Cravo e a Rosa? Quem acompanha a trama de Walcyr Carrasco nas tardes da Globo confere a atuação de Rejane Arruda, atriz natural de Florianópolis.

Uma dúvida que muito telespectador tem, porém, é sobre o paradeiro de Rejane, uma vez que a artista ganhou certo destaque ao longo da novela e está há tempos distante da TV.

Aliás, muita gente também não sabe que Rejane é irmã de uma atriz bem conhecida: Carolina Kasting, 47 anos, que está sem atuar na TV desde a novela Salve-se Quem Puder (2020).

Rejane Arruda, a Kiki de O Cravo e a Rosa
Rejane Arruda a Kiki de O Cravo e a Rosa

Leia mais: 22 anos depois: O que aconteceu com Luís Melo, o Batista de O Cravo e a Rosa?

Carreira extensa no cinema

Por outro lado, dos anos 2000 para cá, Rejane Arruda se dedicou bastante ao cinema. Ela esteve em dezenas de longas, como o célebre Carandiru, de 2003.

O Veneno da Madrugada (2005); Cidade do Tesouro (2008); Rendas do Ar (2012); O Uivo da Carne na Terra da Luz (2014); Destino das Sombras (2018) e Primavera (2022), são alguns dos filmes em que Rejane participou.

Rejane Arruda, a Kiki de O Cravo e a Rosa, e Carolina Kasting são irmãs
Rejane Arruda a Kiki de O Cravo e a Rosa e Carolina Kasting são irmãs

Além de atriz, vale dizer, Rejane Arruda também é cineasta e encenadora, com formação pela Universidade de São Paulo e radicada no Espírito Santo desde 2013.

Sua carreira também perpassa pelo teatro, no qual se dedica desde 2006. Em seu currículo há também dezenas de espetáculos dirigidos e encenados por ela.

No Instagram de Rejane, que conta com pouco mais de 4 mil seguidores, é possível ver a divulgação de seu trabalho em masterclasses e oficinas relacionadas ao teatro e ao cinema.

Confira abaixo como a intérprete de Kiki em O Cravo e a Rosa está atualmente:

Rejane Arruda em cliques recentes (Reprodução)
Rejane Arruda em cliques recentes

Leia outros textos desta colunista.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade