Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
AMIGA FALSÁRIA

Vítima de Anna Sorokin detona série da Netflix: ‘Muito problemática’

Rachel Williams, vivida por Katie Lowes, apontou falhas em Inventando Anna

Publicado em 17/02/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Criação de Shonda Rhimes, a minissérie Inventando Anna narra como a golpista Anna Sorokin/Delvey, interpretada por Julia Garner, roubou dinheiro de muita gente se passando por herdeira milionária alemã. Rachel Williams, uma das vítimas retratadas na atração, criticou a construção da narrativa por romantizar as ações da falsária.

“A pessoa é uma bandida e a trajetória dela lhe traz lucro. A história é desenhada para que seja criada uma empatia em relação a personagem, que por sua vez não tem nenhuma compaixão. Tudo é muito problemático”, falou Rachel em entrevista à Vanity Fair, revista na qual trabalhava quando conheceu Anna Sorokin. Ela é vivida por Katie Lowes na minissérie.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Rachel citou indiretamente o pagamento feito pela Netflix para ter os direitos de contar a história da trambiqueira em Inventando Anna. A gigante do streaming pagou US$ 320 mil (R$ 1,6 milhão) a Anna Sorokin, tendo assim a autorização de produzir uma atração baseada nela. 

“Acredito que é errado promover essa narrativa celebrando uma sociopata, narcisista e criminosa condenada”, continuou Rachel a criticar a trama. “Por ter experimentado aquilo na pele por muito tempo, eu sei como uma vigarista age.”

Rachel foi vítima dos golpes de Anna, perdendo US$ 62 mil. Ela contou o ponto de vista da vítima em artigo publicado na própria Vanity Fair e em livro, lançado em 2019. 

Outra preocupação de Rachel sobre Inventando Anna é a mistura da ficção com a realidade. “Uma reflexão válida é: até que ponto uma meia verdade é mais perigosa de que uma mentira”, propôs. Para ela, a minissérie apresenta Anna como uma pessoa especial, inspiradora, sem deixar claro que a socialite fake é contraventora, com oito condenações na ficha criminal.

Anna Sorokin foi presa em 2019, por apropriação indébita. A pena poderia chegar a 12 anos atrás das grades, mas nem completou 24 meses encarcerada. Ficou livre em fevereiro do ano passado, após pagar multas e restituições. 

Hoje, Anna está sob custódia no Departamento de Imigração americana e luta por uma deportação para a Alemanha.


Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....