Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
TEORIAS

O que significa a visão do Novo Éden na 3ª temporada de Expresso do Amanhã?

Drama retornou na Netflix; episódios inéditos entram na plataforma toda terça-feira

Publicado em 25/01/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Estreou nesta terça-feira (25) a terceira temporada de Expresso do Amanhã, na Netflix. A atual leva de episódios começou intensa e reveladora. Na busca por um lugar na Terra que esteja esquentando, o ex-detetive Andre Layton (Daveed Diggs) tem visões de uma árvore com folhas verdes, cercada de terra descongelada. É loucura ou premonição?

[Atenção: spoilers a seguir]
A terceira temporada de Expresso do Amanhã retornou após um salto no tempo de seis meses. A trama está dividida. De um lado, Layton comanda dez vagões em busca de algum lugar quente no planeta. Do outro, Wilford (Sean Bean) lidera 1.023 vagões na captura dos piratas seguidores das ideias de Melanie Cavill (Jennifer Connelly).

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A saga da Resistência é provar que existe um canto no mundo aquecido, distante dos -120°C. Em uma das expedições de análise do solo, Bennett Knox (Iddo Goldberg) sofre um acidente, caindo em uma estação nuclear coreana. Layton vai resgatar o engenheiro, consegue salvá-lo e decide investigar aquele local antes de retornar ao trem.

Ele entra em uma emboscada de Asha (Archie Panjabi), nova personagem da série, tratada como a última pessoa viva na Terra. Após uma luta corporal, Layton perde oxigênio do uniforme que usava e tem uma visão: uma vasta terra sem qualquer sinal de gelo, com uma grande árvore brotando do chão.

Árvore do Novo Éden vista por Layton (Reprodução/Netflix)

Brisa ou profecia?

Sobre se o presságio é delírio ou um sinal profético, Expresso do Amanhã deu uma dica. Até então, seria possível sustentar que Layton viu a Terra quente porque perdeu oxigênio e a mente brisou. Mas no final do episódio, já dentro do trem e recuperado, o ex-detetive viu a árvore novamente. 

Enxergar a árvore deve fortalecer a tarefa de seguir com o árduo plano adiante, o de achar um pedaço de terra minimamente aquecida, indício de ser possível povoar novamente o planeta. O telespectador terá de acompanhar semana após semana as revelações, reais ou fakes, do Novo Éden.

Episódios inéditos de Expresso do Amanhã entram na Netflix toda terça-feira, um dia após exibição nos Estados Unidos.


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....