Sacrifício fraternal

Paulina assume a culpa pelo crime de usurpação contra Paola

Carlos Daniel contrata advogado para defender a amiga de Célia

Publicado em 19/09/2022

A descoberta de que Paola (Gabriela Spanic) é sua irmã gêmea vai virar a vida de Paulina (Gabriela Spanic) de pernas para o ar. Sem coragem de acusar a vilã aparentemente inválida, a ex-camareira assumirá sozinha a culpa pelo crime de falsidade ideológica nos próximos capítulos da novela A Usurpadora.

Tudo começa quando, inconformado por Paulina estar atrás das grades, Carlos Daniel (Fernando Colunga) decide tirá-la de lá a qualquer custo e contrata João Manuel Montesinos (Héctor Parra), um brilhante advogado criminalista, para defendê-la durante o processo.

Depois de conversar com Paulina e descobrir como ela se meteu em tamanha enrascada, Montesinos sugere que ela acuse formalmente Paola de tê-la obrigado a assumir sua identidade – como de fato aconteceu. A amiga de Célia (Andrea García), porém, recusa-se a fazer isso.

Paulina sente que seria injusto acusar legalmente a irmã, logo agora que ela está catatônica e sem condições de defender-se, e resolve tomar uma atitude drástica. Ela assume sozinha a culpa pelo crime, mentindo ter sido ela própria a obrigar Paola a lhe ceder seu lugar na casa dos Bracho – e não o contrário.

Infelizmente, a generosidade da moça tem consequências catastróficas. Como criminosa confessa, ela faz com que as investigações sejam encerradas e é enviada a um presídio feminino – onde, para piorar, é colocada na mesma cela que Antônia (Silvia Caos), a sequestradora de Carlinhos (Sergio Guerrero).

Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo diário e atualizado dos capítulos de A Usurpadora.

Confira o resumo dos capítulos das outras novelas da TV.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade