Armadilha

Fuzuê: César planta arma para incriminar Nero por atentado: “Denúncia anônima”

Pai de Preciosa com a ajuda de Julião para executar o plano

Publicado em 31/01/2024

César (Leopoldo Pacheco) vai jogar pesado para tirar Nero (Edson Celulari) de seu caminho nos próximos capítulos da novela global Fuzuê. O pai de Preciosa (Marina Ruy Barbosa) dará um jeito de incriminar o marido de Bebel (Lília Cabral) pelo atentado que armou contra si próprio.

Para isso, César contará com a ajuda de Julião (Rômulo Arantes Neto). “Você vai aproveitar que está trabalhando no ateliê da Luna (Giovana Cordeiro), que é dentro da Fuzuê, e vai plantar a arma que você atirou no meu carro na sala do Nero“, ordena o vilão a seu principal comparsa.

Mas, quando ele encontrar, vai perceber na hora que é armação“, argumenta o rival de Miguel (Nicolas Prattes). “Não se a polícia encontrar antes. Assim que você colocar a arma lá, me avisa que eu dou um jeito de fazer uma denúncia anônima“, explica César, dando mais detalhes de seu plano.

Perfeito! Aí a culpa do seu atentado vai cair bem no colo do Nero“, conclui Julião, gostando da ideia do ‘patrão’. Horas depois, o pretendente de Luna dá um jeito de entrar sem ser visto no escritório do comerciante e coloca o revólver entregue por César dentro de uma das gavetas.

Serviço completado, Julião telefona para o ex-sogro de Heitor (Felipe Simas) e dá sinal verde para ele agir. “César, pode fazer a denúncia. Já fiz o que tinha que ser feito aqui na Fuzuê“, anuncia o forasteiro.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade