TV Brasil presta tributo aos atores Tarcísio Meira e Paulo José

Canal exibe Quelé do Pajeú e O Palhaço

Publicado em 13/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em homenagem à vida e ao legado de Paulo José e Tarcísio Meira, a TV Brasil exibe dois filmes com a participação desses premiados atores. Paulo José faleceu no dia 11 de agosto, aos 84 anos, em consequência de uma pneumonia. Tarcísio Meira morreu nesta quinta-feira (12), aos 85 anos, vítima da Covid-19.

Às 22h30, a sessão Cine Retrô exibe Quelé do Pajeú (1969), drama de Anselmo Duarte que traz Tarcísio no papel do protagonista Clemente Celidônio. O longa-metragem havia sido dado como perdido no começo dos anos 1970 e foi reencontrado mais de quatro décadas depois.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Amanhã, sexta-feira (13), às 13h, a Sessão Família apresenta O Palhaço (2011), com uma memorável atuação de Paulo José ao lado de Selton Mello. Em 2015, o drama foi eleito pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) um dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.

Quelé do Pajeú

Em Quelé do Pajeú, Clemente Celidônio (Tarcísio Meira), mais conhecido como Quelemente ou Quelé, cuida de um rebanho próximo ao local onde leva uma vida pacata, na pequena Pajeú das Flores, em Pernambuco.

Certo dia, ao chegar em casa, descobre que sua irmã, Marizolina (Elizângela Vergueiro) foi estuprada por um estranho. Em busca de vingança, Quelemente sai a procura do homem sobre quem Marizolina descreveu apenas uma cicatriz no rosto e a falta de um dedo.

Na jornada, Quelemente viverá muitas aventuras e se apaixonará por Maria do Carmo (Rossana Ghessa). O protagonista acaba por descobrir que o estuprador é Cesídio (Jece Valadão), com quem entra em confronto. Na luta, Quelemente mata um policial e passa a ser perseguido.

O Palhaço

Em O Palhaço, o circo itinerante de Valdemar (Paulo José) viaja de vila em vila pelo interior do Brasil. No picadeiro, Valdemar atua como o palhaço Puro Sangue, ao lado do filho, Benjamin (Selton Mello), que faz o palhaço Pangaré.

Sem qualquer documento além da certidão de nascimento, Benjamin nunca conheceu nada fora do circo. Para ele, não foi uma opção, mas uma condição inevitável da vida.

Ao começar a questionar sua capacidade de fazer as pessoas rirem e incerto quanto a seu lugar no mundo, Benjamin decide se rebelar. Ele quer descobrir o que há além da tenda do circo, correr riscos, conhecer pessoas e agarrar oportunidades.

Então, com o pretexto de encontrar um ventilador e um amor, o jovem põe o pé na estrada. Na aventura, porém, conhece várias pessoas que lhe mostram outras possibilidades e o lembram de um sonho antigo: um dia ter um fã.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio