Sandra Annenberg comenta no Jornal Hoje vídeo polêmico feito por brasileiros na Copa

Publicado há 3 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na edição desta terça-feira (19) do Jornal Hoje, Sandra Annenberg, que está comandando o informativo da Rússia, país sede da Copa do Mundo, falou sobre um vídeo no qual brasileiros aparecem pedindo para uma russa repetir uma palavra que se referia ao órgão genital feminino.

Leia: Após Fernanda Gentil, Sandra Annenberg também passa mal na Rússia

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Olha, isso não tem a menor graça, não é brincadeira, é muito sério e é vergonhoso”, declarou a jornalista. Nas redes sociais, o momento repercutiu. “Sandra Annenberg com sangue no olho”, afirmou um internauta no Twitter.

Saiba: Sandra Annenberg vira assunto na web por causa de empolgação com a Copa

“Morta com Jornal Hoje expondo os embustes com a russa, dando nome com direito a Sandra falando que foi um ato de machistas. Amo, expõe mesmo”, declarou outra. “Diego Jatobá e Eduardo Nunes ganharam o selo Sandra Annenberg!”, escreveu uma terceira, citando o nome de dois envolvidos na polêmica.

Veja:

Sandra Annenberg causa polêmica com comentário sobre a Rússia

Na última sexta-feira (15), Annenberg noticiou no JH sobre um ativista que foi preso na Rússia por estar se manifestando contra as leis anti-gays e a jornalista aproveitou para fazer outras observações sobre o país.

“Aliás, não é só durante a Copa que não pode se manifestar por aqui. Os protestos aqui no entorno do Kremlin são proibidos por uma lei federal”, destacou a famosa. “Não podemos esquecer que neste país a imprensa não é livre e os direitos humanos são constantemente desrespeitados”, disparou a profissional.

“Não se permite demonstrações públicas de afeto entre homossexuais. Lembro também que ontem o principal rival de Putin foi liberado depois de ficar detido por um mês porque organizou protestos contra o presidente, que foi reeleito pela quarta vez, está no poder há dezoito anos e ainda vai ficar até 2024”, concluiu a jornalista.

 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio