Que História É Essa, Porchat? vence o Prêmio ABRA de Roteiro

O resultado foi anunciado na noite da última sexta-feira (30)

Publicado há 24 dias
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A primeira temporada de Que História É Essa, Porchat?, exibida em 2019 no GNT, venceu a 4ª edição do Prêmio Abra de Roteiro, na categoria “Melhor Roteiro de Série de Reality ou Variedades”.

Com apresentação de Nany People e Nathalia Cruz, o resultado da premiação foi anunciado ontem, sexta-feira (30), em uma cerimônia virtual, transmitida pelas redes sociais da Associação Brasileira de Autores Roteiristas (ABRA), realizadora do evento.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sob o comando de Fábio Pochat, o programa busca reunir, em um ambiente leve e intimista, anônimos e famosos para ouvir e compartilhar boas histórias e experiências inusitadas, promovendo conexões entre convidados e plateia.

“O roteiro é o primeiro passo pra que o produto final consiga ser bem sucedido. Que bom poder saber que dei o primeiro passo certo e ao lado de roteiristas tão talentosos”, comemora o apresentador. Com produção do Porta dos Fundos, o Que História É Essa, Porchat?, que já está em sua segunda temporada, é sucesso de audiência na TV e plataformas digitais do GNT desde sua estreia.

Grandes convidados

Entre os nomes que passaram pela atração, estão Ivete Sangalo, Maisa, Claudia Raia, Ingrid Guimarães, Tony Ramos, Fátima Bernardes, Luciano Huck, Teresa Cristina, Emicida, Karol Conka, Maria Beltrão, Eliana e Marcelo Adnet.

“No GNT gostamos de contar e ouvir histórias que nos inspirem para, a partir delas, inspirar o público. O ‘Que História É Essa, Porchat?’ é um programa que valoriza a troca e conexão entre diferentes pessoas, com experiências e realidades diversas. Esse formato enriquece o diálogo, que é feito em um ambiente leve e descontraído. Ter mais esse reconhecimento, só nos traz a alegria e a certeza de que estamos no caminho certo”, diz Mariana Koehler, diretora de conteúdo artístico do GNT e VIVA.

O GNT também esteve entre os finalistas em outras três categorias com quatro produções. São elas: “Melhor Roteiro de Longa-Metragem de Documentário”, com “Torre das Donzelas”; “Melhor Roteiro de Série de Ficção – Drama”, com a quarta temporada de “Sessão De Terapia”; “Melhor Roteiro de Série de Documentário”, com a segunda temporada de “Quebrando o Tabu” e “#Ofuturoéfeminino”.

O Prêmio ABRA de Roteiro se propõe a valorizar os roteiristas e autores nacionais e reforçar a relevância do roteiro dentro da indústria audiovisual. Os vencedores são escolhidos pelos membros da associação.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais