Público pede prisão de Marcão do Povo após comentário polêmico; entenda

Apresentador fez afirmação de cunho nazista no Primeiro Impacto

Publicado há 7 meses
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na edição desta quarta-feira (8) do Primeiro Impacto, o jornalista Marcão do Povo opinou friamente sobre o isolamento social nos estados brasileiros por causa da Covid-19. O contratado do SBT sugeriu ao presidente Jair Bolsonaro que se crie um campo de concentração para que as pessoas contaminadas sejam tratadas no local.

Nas redes sociais, uma enxurrada de críticas caiu sobre ele. Teve gente pedindo a prisão do apresentador pelo comentário de cunho nazista na emissora de Silvio Santos, um Judeu. “Marcão do povo não estar preso já é a falência do nosso sistema como um todo“, disse o internauta @eubetorodrigues.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja o comentário de Marcão do Povo

Na China, na cidade de Wuhan, as pessoas que estavam assintomáticas, as pessoas que estavam com o coronavírus foram levadas e colocadas nesta cidade. Montaram vários hospitais e essas pessoas foram tratadas naquele local. Não seria interessante o presidente montar um local aonde todas as pessoas que tivessem o sintomas, todas as pessoas que tivessem o coronavírus fossem levadas para este local para serem bem tratadas ao invés de espalhar da forma que está sendo em todos os lugares com gastos excessivos e cidades paradas?”, questionou ele na rede em que o dono, Silvio Santos, é Judeu.

Pelo comentário, entende-se que, para ele, esta seria a forma de fazer com que as pessoas voltem à normalidade sem maiores problemas. O jornalista também pede a Bolsonaro que “dê uma canetada” e coloque exército nas ruas e prenda os governadores de estados que não tem tantos casos comprovados de Covid-19.

Confira o vídeo:

Confira a revolta do público no Twitter:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais