Pedro Henrique Müller fala sobre viver soldado gay em Orgulho e Paixão: “Na rua, a resposta é linda”

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No ar como o Capitão Otávio de Orgulho e Paixão, Pedro Henrique Müller falou sobre a repercussão do personagem, que se descobre no enredo das 18h homossexual e apaixonado por Luccino (Juliano Laham), irmão de Ernesto (Rodrigo Simas).

Leia: Orgulho e Paixão: Camilo descobre que é fruto de um estupro e se desespera

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“No Twitter, os fãs de #Lutávio reagem entusiasmados a cada descoberta. Na rua, a resposta é linda. Alguns motoristas de aplicativo e taxistas me disseram que estão torcendo pelos dois”, revelou o famoso ao jornal Extra.

Saiba mais: Orgulho e Paixão: Ernesto convida Fani para ser madrinha de seu casamento com Ema

“Ontem mesmo fui abordado na fila do mercado por um casal. O público LGBT se identifica demais. Isso é representatividade! Ter esse reconhecimento é a coisa mais linda”, concluiu, enfim, Pedro Henrique.

Orgulho e Paixão: Otávio salva Luccino de ser morto por Xavier

A saber, em Orgulho e Paixão, na Globo, Luccino (Juliano Laham) quase se meteu em uma grande confusão com Xavier (Ricardo Tozzi). O rapaz ficou muito chateado com o fato de Xavier (Ricardo Tozzi) ter agredido Mariana (Chandelly Braz) e vai querer dar o troco. Mas o vilão chegará na hora para dar o flagrante. Neste momento, Otávio (Pedro Henrique Müller) aparecerá e salvará o amigo. Confira.

“Quem está aí?!”, perguntará Xavier. Luccino se esconderá e o personagem de Tozzi perceberá sua moto vandalizada. “Que isso, minha motocicleta foi destruída! Saia agora… Ou vai se arrepender! Saia, se não vou atirar!”, afirmará Xavier, deixando Luccino com muito medo. De repente, uma surpresa.

Entretanto, o vilão será atingido por uma garrafa. É Otávio, que surpreendentemente surgirá para salvar o amigo. “Otávio? O que está fazendo aqui?”, perguntará Luccino, surpreso. “Protegendo-o de si mesmo! Estava escrito na sua testa que ia fazer bobagem”, explicará. “E veio atrás de mim?”. “Me senti na obrigação… Como seu instrutor de esgrima. Já que ainda não está devidamente treinado, eu…”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio