Orgulho e Paixão: Expulso de casa, Camilo vai atrás de Jane e ela diz que não o perdoa

Publicado há 3 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Camilo (Maurício Destri), finalmente, tomou coragem e saiu de casa, em Orgulho e Paixão, na Globo. Ele está certo de que merece ser feliz ao lado de Jane (Pâmela Tomé). Porém, ele já decepcionou a moça algumas vezes, e ela não está disposta a aceitá-lo tão facilmente. Porém, o rapaz jogará todo o seu charme e falará que a ama, fazendo com que Jane se derreta em seus braços. Confira.

“Se veio ter certeza de que ainda estou viva antes de sua partida para a Europa, cá estou. Pode ir tranquilo. Porque só quero o seu bem e de sua mãe se é isso que está em seu coração e…”, dirá Jane. “Não tem mais Europa, nem minha mãe. Abandonei tudo. Estava até preparado para que você batesse essa porta e nunca mais quisesse ver minha cara covarde! Mas chego aqui e me deparo com minha Jane de sempre, a mais bondosa e doce das pessoas, que não perde essa preciosidade mesmo diante da dor e da humilhação que passou por mim. Eu vim derrotado e vencido, mas diante de sua generosidade… posso acreditar, ainda que por um segundo, que você é capaz de me perdoar, meu amor?”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Camilo se arrepende, escolhe Jane, Julieta é humilhada e jura vingança ao filho, em Orgulho e Paixão

Para surpresa dele, ela responde: “Não”. E continua: “Camilo, não é a primeira vez que passamos por isso. Não confunda meu jeito de ser com passividade, omissão, inércia. Eu também sei o que quero. E também preciso acreditar nas coisas pra vivê-las e…”.

“Não é a primeira, mas será a última… Sabe por quê? Porque meu amor por você já escapou em palavras. Até disse que te amava mais que tudo naquele jantar idiota depois das suas palavras, das palavras mais lindas saídas da boca de uma pessoa, desses seus lábios que só me dão carinho e amor. Mas não disse assim, olhando nos seus olhos, deixando você ver dentro de mim para saber o quanto é verdadeiro meu sentimento. Pois digo agora: eu te amo, Jane. Te amo tanto quanto posso imaginar um homem amar uma mulher… Talvez eu devesse me ajoelhar pra te pedir perdão de novo, mas não vou fazer isso… Vou sim te elevar e te por mais perto do céu, que é onde te vejo! E te olhando de baixo pra cima, como um penitente, te peço perdão, perdão, perdão…”.

Jane não resiste e o beija. “Eu também te amo, Camilo, tanto quanto posso imaginar que uma mulher pode amar um homem, olhando nos seus olhos, com você vendo a minha alma, um amor que destruiu minha timidez pra fazer o que fiz e pra te dizer isso, assim, sem travas ou receios. Eu te amo”, concluirá ela, beijando-o.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio