Orgulho e Paixão: Ema admite a Ernesto que beijo mexeu com ela

Publicado há 3 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ema (Agatha Moreira) não conseguiu esquecer o beijo que deu em Ernesto (Rodrigo Simas), em Orgulho e Paixão, da Globo. A mocinha ficou balançada e decidiu ir conversar com o próprio rapaz para resolver essa situação. Ela pegará Ernesto de surpresa e ele não vai conseguir escapar da situação. Confira.

“A senhorita já deixou claro que aquele beijo não significou nada”. “Eu menti. Por quê? Não tenho cara de que minto? Pois saiba que sou humana, capaz de fazer todas as besteiras que o senhor faz também!”, avisará. “Quer dizer que ‘porcariar’ a própria vida agora é mérito?”, indagará Ernesto. “Não foi isso que quis dizer… Vai me tratar como uma tonta que nem meu pai e meu avô?”. “Ah, não me meta nas suas crises!”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Cecília cai em armadilha e acredita ter visto corpo em banheira, em Orgulho e Paixão

“Meto, meto sim! Porque aquele beijo… aquele beijo teve significado pra mim. Pronto, está dito! E sua companhia nesses últimos tempos também me fortaleceu. Me deu um novo sentido quando o mundo todo parecia ter virado as costas pra mim. Só queria dividir isso com o senhor”.

“Que bom, você falando assim de si mesma…”.  “Agora não posso pensar nisso… E trate de por uma camisa, senhor Ernesto… A verdade é que a vida como eu conhecia virou do avesso. Preciso entender o lugar no mundo que o destino me colocou antes de entender o que sinto… o que sinto pelo senhor”.

“Ah! Entendi. Tudo mudou, mas a Baronesinha continua fazendo o que faz: fugir dos seus sentimentos. E esperando o tal “destino” decidir por você! Covardona!”, afirmará Ernesto. “Grosseirão! Sua falta de tato também não muda! Essa conversa é difícil pra mim, se quer saber!”.

“Pra quê então tá dividindo comigo se escolheu que a vida vai decidir por você? Fique sabendo que também estou começando uma vida nova, assim como a senhorita. E se você não pode pensar nisso agora, também não posso! Então quem sabe não nos esbarramos por aí, nas esquinas de nossas novas vidas?”.

“Ah! Ótimo! Ficamos assim! Só espero que a vida nova te torne menos bruto! Boa sorte pro senhor”. “Pois pode ficar com sua sorte. A senhorita vai precisar mais do que eu!”, concluirá Ernesto.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio