O Tempo Não Para: Betina fica irritada após usar vestido da ex-mulher de Lúcio: “Eu tô fedendo a mofo até agora, credo!”

Publicado há 2 anos
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos próximos capítulos de O Tempo Não Para, Betina (Cleo) revelará a Mariacarla (Regiane Alves), que Lúcio (João Baldasserini), na verdade, é um homem perverso, já que pediu para ela usar um vestido com cheiro de naftalina. A empresária nem imagina, mas o vestido em questão, era da ex-mulher dele, que morreu misteriosamente no passado. “Um vestido de noite velho, com cheiro de naftalina?… Betina, que espécie de perversão é essa que o Lúcio tem?”, indagará Mariacarla, aos risos.

“Não sei e nem quero saber… Só sei que eu tô fedendo a mofo até agora, credo!”, acrescentará Betina, com nojo na fala. “É por que diabos você se submeteu a isso?”, perguntará Mariacarla. Betina relatará, que Lúcio, está prestes a encontrar o pai de Samuca (Nicolas Prattes), e isso faz parte de seu plano (plano de Betina), o de reconquistar o filho de Carmen (Christiane Torloni). “Como por quê?… Pra conseguir o que eu quero!… O que a gente quer… E você devia me agradecer por isso em vez de ficar aí rindo da minha cara”, concluirá Betina, com determinação na fala.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também:  O Tempo Não Para: Após descobrir que Marocas não é virgem, Dona Agustina diz que ela está em pecado: “Então você está em pecado!”

Um pacto macabro…

Mariacarla revelará a comparsa, de que Lúcio, está bem próximo de encontrar Livaldo (Nelson Freitas), pai biológico de Samuel. “Você é que vai me agradecer pela notícia que eu vou te dar… O Lúcio me disse que localizou o pai do Samuca… Fim do mistério!”, acrescentará a loira, com um tom misterioso na fala. Betina ficará feliz com a notícia, já que ela quer a qualquer custo, reconquistar Samuca, e acabar com a vida de Marocas. Na felicidade das duas.

O Tempo Não Para é uma novela escrita por Mario Teixeira, com colaboração de Bíbi Da Pieve, Marcos Lazarini e Tarcísio Lara Puiati, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção geral de Marcelo Travesso e Adriano Melo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio