“O Silvio nunca teve outra Pícara”, brinca Bianca Rinaldi sobre piadas com novela do SBT

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atriz que conseguiu reconhecimento praticamente só fazendo novelas fora da Globo, Bianca Rinaldi foi a convidada desta quarta-feira (27) do programa The Noite, talk show de Danilo Gentili no SBT.

Entre outros assuntos, como protagonizar uma rádio-novela e lançar um canal no YouTube, Bianca falou de sua carreira, visitando alguns momentos importantes. Ela falou do início como Paquita de Xuxa na Globo, e diz que não se importa em responder sobre aquele momento sempre que é perguntada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: SBT confirma mudanças no jornalismo e deixa de ter correspondente na América Latina

“Não é perseguir… É o início da minha carreira (risos). Quando eu comecei, a Xuxa era um fenômeno na América Latina. Todo mundo queria ser na época. Não me incomoda quando perguntam sobre isso. Eu era a Chiquita. Eu fiz um teste aqui, não passei, perdi pra Juliana Baroni. Mas na segunda eu fui e passei”, afirmou.

Bianca Rinaldi também disse que tem várias roupas de Paquita até hoje guardadas em casa, mas algumas ela doou para caridade e fez leilões beneficentes. Ela também comentou que, quando virou Paquita, todas elas estudavam num mesmo colégio, que era chamado de “Colégio das Paquitas”.

“Eu tenho roupa de Paquita até hoje. Algumas eu doei, fiz leilão. Mas eu guardo até hoje com muito carinho. Depois que me mudei pro Rio, eu estudei num colégio que todas as paquitas estudavam juntas. Era engraçado, porque eu era tímida e lá nesse colégio eu fiquei conhecida”, disse.

Como não poderia deixar de ser, Bianca falou sobre as piadas que sofreu quando fez a novela Pícara Sonhadora, de 2001. Era a primeira protagonista de Bianca e ela mesmo admite que ria das piadas feitas. A atriz também elogiou o clima de trabalho na emissora.

“Eu sou a Pícara do Silvio (risos). O Silvio nunca teve outra Pícara. Foi minha primeira novela, minha protagonista. Muitas artistas vieram fazer o teste, porque o SBT estava voltando a produzir novela. E o clima aqui é de família, é muito diferente. Não é propaganda enganosa”, disse.

Mas não era só nos bastidores que Bianca sofria com piadas. Nas ruas, ela disse que ouvia várias, e não somente com Pícara. Com Pequena Travessa, de 2002, onde interpretava uma mulher que se vestia de homem, ouviu piadas até do marido.

“Demais. ‘Vem ser minha Pícara em casa…’, ou ‘Que Pícara, hein…’. Era engraçado. Mas sempre levei numa boa. Meu marido fazia muita piada. Brincava que estava dormindo toda noite com um homem (risos)”, pontuou.

Por fim, Bianca Rinaldi também falou do dia em que contracenou com Dercy Gonçalves no SBT, quando a atriz era contratada do canal, em 2000. Bianca disse que ficou nervosa, mas admirava muito ela.

“Fiquei tão nervosa no dia… Mas ela era uma louca, né? E aquela senhorinha com uma flexibilidade, uma energia. Eu só queria saber de querer ser ela naquela idade. Eu ria em cena com ela, me divertia”, concluiu.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais