Morre o ator Cecil Thiré, aos 77 anos

Há alguns anos, o artista enfrentava o mal de Parkinson

Publicado há 10 dias
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator Cecil Thiré morreu, aos 77 anos, nesta sexta-feira (9), no bairro de Humaitá, na cidade do Rio de Janeiro – RJ. Ele estava em casa e deixou de respirar enquanto dormia. De acordo com o jornal O Globo, há alguns anos, o artista travava uma luta contra o mal de Parkinson.

Ele, que era filho da célebre atriz Tônia Carrero e do artista plástico Carlos Arthur Thiré, deixou quatro filhos e sete netos. “Ele merecia ter o velório mais lindo do mundo, cercado de gente que ele ama, que o amou a vida toda. Papai foi um guerreiro. Lutou pela democracia, pela arte, lutou pelo teatro”, disse a filha Luísa Thiré, também atriz.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Thiré ficou conhecido na televisão desde os anos 1960, quando estreou nas telenovelas da Tupi. A primeira delas foi Angústia de Amar. Depois disso, passou por emissoras como Record, Manchete e Globo.

Na emissora dos Marinho, Cecil Thiré fez papéis memoráveis, como Mário Liberato, de Roda de Fogo, em 1986. Além disso, dirigiu na Globo as novelas Sassaricando, atualmente em reprise no Viva, Araponga e o humorístico Viva o Gordo.

Adalberto (Cecil Thiré), de A Próxima Vítima, na Globo (Reprodução)

Além disso, ele fez, por exemplo, o Adalberto, do clássico das 20h A Próxima Vítima, novela escrita por Silvio de Abreu, em 1995. A última aparição dele na televisão atuando em uma trama foi na produção Máscaras, de 2012, escrita por Lauro César Muniz para a Record TV.

Saiba mais sobre sua trajetória e por onde andou até esta sexta-feira

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais