Ministério da Justiça reclassifica Jezabel para maiores de 12 anos

Publicado há um ano
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A caneta do Ministério da Justiça acaba de fazer mais uma ‘vítima’. Desta vez, o órgão ligado ao Governo Federal ordenou a reclassificação de Jezabel, série bíblica exibida no horário nobre da Record TV. A partir de agora, a obra passa a ser veiculada como ‘não recomendada para maiores de 12 anos’.

De acordo com informações divulgadas pela jornalista Patrícia Kogut, em sua coluna no jornal O Globo, o MJ justificou a mudança da classificação etária da obra escrita por Cristianne Fridman no fato de ela apresentar conteúdos que envolvem “violência e drogas lícitas”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Vale lembrar que Jezabel, mesmo com a classificação livre, já não andava nada bem das pernas na audiência. Entre sexta (24) e segunda-feira (27), a atração dirigida por Alexandre Avancini repetiu por dois capítulos seguidos seu recorde negativo de sintonia. Em ambas ocasiões, ela registrou irrisórios 6,2 pontos.

Jezabel é inspirada livremente nos livros de 1 e 2 Crônicas, da Bíblia Sagrada. A história centra-se na figura da rainha má que dá nome ao programa, interpretada pela atriz Lidi Lisboa. Governadora de Israel ao lado do marido, o submisso rei Acabe (André Bankoff), ela desperta a ira do profeta Elias (Iano Salomão) ao difundir a idolatria pagã entre os hebreus.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais