Luiz Bacci detona novelas mexicanas do SBT, garante que o Cidade Alerta é muito melhor e dispara: “A gente passa com o trator”

Publicado há um ano
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na terça-feira (19) durante a exibição do Cidade Alerta, na Record TV, o jornalista Luiz Bacci mandou indiretas para sua concorrente no horário: as novelas mexicanas do SBT. Entre as ironias, o profissional garantiu que o público prefere sua atração que as histórias da Televisa.

Sabe aquelas novelas mexicanas que já trocaram mil vezes para tentar bater o Cidade Alerta mais nunca batem? A gente vai com o trator! Quando eu era pequeno eu assitia, hoje em dia é só reprise e não tem mais graça“, comentou ele, durante a abordagem de mais um caso policial.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Luiz Bacci disse que prefere as ‘histórias da vida real’ às produções de teledramaturgia, tampouco as novelas mexicanas. Não bastando, o contratado da Record TV afirma que ao menos o seu programa presta serviço a sociedade. “E pra quem gosta dessas novelas, mas que assiste ao Cidade Alerta (que é muito melhor, modéstia parte), pelo menos aqui presta serviço. Você pode me chamar de Carlos Daniel e o Percival de Thalía“, disparou ele.

Confira o momento:

Audiência

Nos últimos meses o Cidade Alerta sofreu para manter os índices de audiência no embate direto com as exibições da inédita A Que Não Podia Amar e a reprise de A Dona. As tramas da concorrente chegavam com facilidade a 9 pontos no PNT (Painel Nacional de Televisão), enquanto o policialesco registrava 7 e 8 pontos de média.

Com a chegada das reprises de Abismo de Paixão e a mais recente, Meu Coração É Teu, a atração de Luiz Bacci voltou a respirar com mais folga em cima do SBT. Os atuais cartazes das Novelas da Tarde tem fechado com média entre 5 e 6 pontos na audiência, contra 8/9 da atração de Luiz Bacci, de acordo com dados do Ibope.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais