ENTREVISTA

Judite de O Rei do Gado, Walderez de Barros celebra sucesso da novela após 27 anos: “Trabalho gostoso de fazer”

Atriz também relembrou a sua parceria com Raul Cortez na obra de Benedito Ruy Barbosa

Publicado em 19/05/2023

A atriz Walderez de Barros, de 82 anos, que interpretou o braço direito de Geremias (Raul Cortez) em O Rei do Gado (1996), abriu o jogo sobre a sua carreira e revelou curiosidades dos bastidores da história de Benedito Ruy Barbosa. Em entrevista à Quem, a veterana contou sobre é como atuar aos 82 anos de idade e destacou a sua parceria com Raul Cortez nas telinhas.

Veja também:

    “Não houve nenhuma parte do meu trabalho em ‘O Rei do Gado’ que não tenha sido gostosa, eu tive muito muito prazer em fazer a novela, porque era uma boa história contada pelo Benedito Ruy Barbosa, que conhece muito bem a roça, o mato, esse universo todo que também conheço muito bem. Porque sou caipira, sou de Ribeirão Preto. Vim para São Paulo com 18 anos para fazer a faculdade de Filosofia. Mas tenho meus pés lá em Ribeirão Preto. Conheço muito bem as fazendas de café, então os personagens de ‘O Rei do Gado’ não me são estranhos”, contou a atriz.

    Walderez de Barros também relembrou o seu convite para atuar na trama rural e enalteceu a sua parceria em cena com o já falecido ator, Raul Cortez. “Fui convidada pelo Luiz Fernando Carvalho. Então era aquele aquele requinte. A história tem o molde de Shakespeare, porque é ‘Romeu e Julieta’. Quer dizer, a trama mostra um mocinho e uma mocinha que se apaixonam e são de famílias inimigas, o que sempre dá certo. O grande luxo foi contracenar com o Raul Cortez. E fui abençoada com todas essas dádivas que me foram dadas. Eu era muito feliz. Foi um trabalho que gostei muito de fazer. Foi muito gostoso, muito”, analisou a veterana.

    Por fim, a artista falou sobre o seu prazer em atuar até os dias de hoje e declarou que o mercado de filmes e séries tem ofertado trabalhos para pessoas mais velhas.

    “Está havendo um mercado de trabalho muito bom, com as séries, o que é ótimo e eu tenho feito. Eu fiz recentemente, com o Luiz Fernando Carvalho, a minissérie ‘Independências’, aquela coisa maravilhosa que ele fez para a TV Cultura e para a TV de Portugal. A série tem uma linguagem diferente, inovadora e revolucionária, eu diria. É uma versão mais adequada e mais verdadeira do que foi a independência do Brasil, a história que nunca é contada verdadeiramente. Fiz a Dona Maria Louca, adorei fazer, adorei a experiência, aprendi a cantar canto gregoriano. Me diverti demais. Me orgulho muito de ter participado dessa série”, completou Walderez de Barros.

    © 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
    Site parceiro UOL
    Publicidade