Historiadores entrevistados para série documental de TV paga se irritaram ao assistir a atração

Publicado há 3 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No último sábado (22), o canal pago brasileiro History lançou a série documental Guia Politicamente Incorreto, baseada no livro de Leandro Narloch, que causou polêmica.

Vários historiadores que foram entrevistados para a atração não gostaram do material e estão pedindo para que seus depoimentos sejam retirados do formato.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“O sentimento é de que fui ludibriado. Ninguém me informou antes, durante ou logo após a entrevista qual era a inspiração do programa. Cometi um erro. Assinei uma autorização de direito de imagem, sem ler, como de praxe, confiando na boa fé do entrevistador”, disparou o escritor Lira Neto pelo Facebook.

Outros nomes, como Laurentino Gomes, Lilia Schwarcz, Mary Del Priore e Isabel Lustosa, também sentiram que não houve esclarecimento do tipo de material estava sendo realizado.

Cantora gospel e mentalista vivem climão no Encontro

Ao jornal Estadão, a emissora enviou um comunicado sobre a confusão. “A série inclui opiniões diferentes, algumas que contrariam as afirmações do livro. O History conseguiu criar um programa jovem, relevante, com mais de sessenta historiadores e jornalistas com argumentos e visões divergentes. O History acredita que a tolerância e o diálogo devem prevalecer. Cortar alguns dos entrevistados certamente empobreceria o debate e o equilíbrio que o canal busca com a série. Todos os entrevistados assinaram a autorização de uso de imagem. Ainda assim, o History está esclarecendo a situação com a produtora Studio Fly e se manifestará oportunamente”, diz o texto.

Veja:


Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio