Há 17 anos, uma tragédia pôs fim ao infantil Xuxa Park

Publicado há 3 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No dia 11 de janeiro de 2001, chegava ao fim o programa infantil Xuxa Park. A atração, apresentada por Xuxa Meneghel nas manhãs de sábado da Globo desde junho de 1994, saiu do ar depois que um incêndio acometeu o estúdio onde era gravada.

Xuxa Park marcou a volta da apresentadora aos programas infantis após o fim do Xou da Xuxa, em 1992. No ano seguinte, Xuxa tentou falar com a família no comando de um dominical que levava seu nome, mas a atração não emplacou. Assim, em 1994, ela retornava à fórmula de seu extinto Xou neste novo semanal de auditório, que fez muito sucesso, sobretudo em seus primeiros anos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quando estreou, em 1994, Xuxa Park mesclava brincadeiras no palco, música e muitos quadros diferentes. Entre os quadros mais famosos desta fase estavam Gracinha Curiosa, uma personagem vivida pela apresentadora que contava diversas curiosidades históricas e científicas ao público; Malhaxão, um momento em que Xuxa comandava uma aula de ginástica; Disneylândia, no qual a apresentadora apresentava desenhos animados dos estúdios Disney; e o Xuxa Park Hits, quadro musical onde Xuxa recebia atrações, DJs e os dançarinos do grupo You Can Dance.

Em 1995, Xuxa se despediu das Paquitas da antiga geração e apresentou as Paquitas – Nova Geração, que incluía  Bárbara Borges e Graziella Schmitt, e o Xuxa Park Hits se tornou o Xuxa Hits, que passou a encerrar a atração. Além disso, o Xuxa Hits chegou a se tornar programa solo, quando reprises do quadro foram exibidas nas tardes de domingo por um curto período. O Xuxa Park continuou sendo uma colcha de retalhos de quadros, entre os quais o Canta Brasil, uma “pegadinha” na qual Xuxa recebia convidados e vários desastres aconteciam enquanto eles se apresentavam. Os quadros variados serviam para que o Xuxa Park conseguisse dialogar tanto com as crianças mais novas, quanto com os jovens que cresceram vendo Xou da Xuxa.

A partir de 1997, no entanto, Xuxa Park sofreu uma reformulação em razão da estreia do Planeta Xuxa, musical juvenil que a apresentadora passou a comandar, inicialmente nas tardes de sábado. O Xuxa Hits, como era parecido com o Planeta, deixou de ser exibido, e o Xuxa Park se tornou mais infantil, com as brincadeiras e competições entre meninos e meninas ocupando a maior parte do programa. A partir de 1999, o cenário do programa se tornou mais lúdico, novas paquitas assumiram e a atração passou a contar com a presença de palhaços, como o Topetão e Vavá.

Entretanto, em 11 de janeiro de 2001, um incêndio causado por um curto-circuito impediu as gravações do último bloco do programa no estúdio F do Projac. O fogo começou na aeronave do cenário, que estava “fechada” por uma cúpula cheia de enfeites carnavalescos. O incêndio deixou 26 pessoas feridas com queimaduras, entre eles Leonilson Vieira, guarda-costas de Xuxa, que teve praticamente 100% de suas vias respiratórias obstruídas pela fumaça, após ter salvo inúmeras crianças. Vieira se recuperou após um longo período de internação e operações plásticas pagas pela Rede Globo.

Com este incêndio, Xuxa Park saiu da grade da Globo no dia 6 de janeiro de 2001, sendo substituído no dia 13 de janeiro pelo Festival de Desenhos. Depois disso, Xuxa seguiu no comando apenas do Planeta Xuxa até meados de 2002, quando o dominical saiu do ar e a loira passou a se dedicar a um novo infantil, o Xuxa no Mundo da Imaginação.

Leia também:

Há 35 anos, estreava a minissérie Bandidos da Falange

Relembre o número musical que abria a última temporada do Xuxa Park, em 2000:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio