tragédia

Galvão Bueno relembra tristeza ao narrar a última corrida de Ayrton Senna: “Era meu amigo”

Narrador esteve no Caldeirão com Mion

Publicado em 03/02/2024

Durante sua participação no programa Caldeirão com Mion, Galvão Bueno compartilhou suas emoções ao narrar a última corrida de Ayrton Senna (1960-1994), que culminou na morte do piloto no Grande Prêmio de San Marino. Após testemunhar o acidente, o narrador ficou chocado e deixou a cabine de transmissão.

Ali era você, e estava transmitindo aquilo, eu me emociono em qualquer lugar. Era meu amigo. Sabe aqueles amigos que quando você conta cabe nos dedos da mão? Era um irmão mais novo. Eu saí três vezes da cabine. Respirava, tomava uma água, perdemos o cara”, disse.

Ele virou meu amigo quando ganhou uma corrida da Fórmula 2 ou 3, veio se apresentar para mim e disse que eu ainda ia narrar muitas vitórias dele. E assim começou. Era como um irmão mais novo, daqueles amigos que você conta nos dedos”, relembrou.

Durante o papo, Galvão Bueno, que na verdade se chama Carlos Eduardo dos Santos Galvão Bueno, contou que conheceu Pelé ao matar aula pra ver um jogo dos Santos e relembrou outras curiosidades de seus quase 50 anos narrando momentos do esporte brasileiro.

Assuntos relacionados:

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade