Ex-Casa dos Artistas descobre traição e expõe mulher em rede social

Publicado há 9 meses
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Edisn Scroback Júnior ou Lulo Croback, como ficou conhecido no início dos anos 2000 quando explodiu nacionalmente ao integrar o elenco da segunda temporada da Casa dos Artistas, no SBT, se envolveu em confusão com sua companheira na manhã deste sábado (25). Através de publicações em sua conta no Instagram, Lulo, muito nervoso, expôs a mulher alegando traição.

Essa mulher que acabou comigo. Ela fez comigo e com 15. Tinham mais 300 mensagens e eu só tive estômago para ver 15. Estamos indo no banco agora porque eu não quero mais nada com ela. Estamos indo ao banco para fazer um depósito da quantia que você me deve e depois vamos pegar a minha cachorra. Você segue o seu caminho e eu sigo o meu“, diz o artistas de 49 anos, enquanto grava a mulher.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O vídeo foi removido alguns minutos depois. Mas o cantor manteve outros registros com mais conteúdo do momento em outra rede social. Lulo Scroback relata ter se relacionado por um ano com a mulher, a quem se refere de Ivanilda. “Essa é a mulher com quem vocês fodem e mamam. Ela namorava comigo há um ano. Chama a polícia, Maria da Penha! Para todos vocês com quem ela fode -que eu só tive estômago para ver quinze, pois tinham trezentos e poucos. Saiba que..olha a cara dela. Estou mandando para todas as redes sociais dela por que ela acabou com a minha vida. Quem já comeu, já comeu mesmo…ela fodeu com a minha vida e ainda sequestrou minha cachorra.”

Lulo Scroback (Divulgação)

Lulo surgiu no cenário artístico quando atuou no musical Cazas de Cazuzas, em 2000. Na TV além de a Casa dos Artistas, ele atuou na novela As Filhas da Mãe, da TV Globo. Lulo já responde a um inquérito policial de violência à mulher, de 2019 no Fórum Regional de Santana, em São Paulo. Procurado pela equipe do Observatório da TV, o ex-reality não respondeu até a publicação da referida nota.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais