Equipe da Globo é ameaçada por homens durante protesto de caminhoneiros em Pernambuco

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma equipe da TV Grande Rio, afiliada da Globo em Pernambuco, foi ameaçada de morte por um grupo que estava protestando juntamente com caminhoneiros na BR-407, mais exatamente na zona rural de Petrolina, sertão do estado nordestino.

Tal equipe de reportagem estava indo fazer a cobertura de uma exposição de leite, e parou na localidade para fazer imagens do protesto. No carro, estavam um motorista, uma auxiliar e o repórter da emissora, o jornalista Paulo Ricardo Sobral.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: Por greve de caminhoneiros, Globo cancela Bem Estar e Vídeo Show para boa parte do Brasil

Os três foram ameaçados pelos manifestantes de forma forte. Os homens jogaram mangas na equipe da emissora, bateram capacetes na vidraça do veículo que os transportava, e ameaçaram incendiá-lo, se as imagens do protesto não fossem apagadas do celular do jornalista.

“Eles disseram que não queriam que a gente gravasse de jeito nenhum. Ameaçaram, pediram que a gente apagasse as imagens que já tinham sido feitas. Disseram que se a gente voltasse por lá, eles iam parar nosso carro e iam incendiar os nossos equipamentos e nosso veiculo”, relatou o repórter Paulo Ricardo Sobral em entrevista para a própria TV Grande Rio.

Veja também 

Após oito meses internado, jornalista da Globo que foi baleado na cabeça recebe alta

Conheça quatro novelas que foram sucessos de Ibope, mas nunca foram reprisadas pela Globo

Até dado momento, alguns caminhoneiros que não concordavam com o protesto, escoltaram a equipe até que ela se afastasse do momento. Tais caminhoneiros lamentaram o fato e disseram que os agressores nada tinham a ver com o movimento.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio