Em entrevista a Bial, Xuxa se defende de acusações de sexualizar crianças

Eterna rainha dos baixinhos confessou ter sido refém da época e garantiu não ter intenção de sexualização

Publicado há 4 meses
Por Arthur Pazin
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na madrugada deste sábado (23), a TV Globo exibiu a entrevista da apresentadora Xuxa Meneghel ao programa Conversa com Bial.

A ex-global, que atualmente integra a equipe da Record TV, conversou com Pedro Bial por uma vídeo chamada e se defendeu das acusações que a perseguiram durante anos sobre sexualizar as crianças em seus programas infantis nas décadas de 80 e 90.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A eterna Rainha dos Baixinhos confessou que o figurino utilizado por muitos anos realmente não era apropriado para o público, mas que as roupas eram consumidas e naturalizadas pela situação na época.

As roupas eram bem cavadas. Pra seguir a moda, eu tinha que seguir a coisa sensual e sexual. Eu não estava querendo sensualizar, sexualizar ou estimular isso para as crianças, mas se eu não fizesse isso estaria fora do que estava acontecendo diariamente da porta pra fora. Todo mundo fazia isso na praia, na piscina, nas músicas, videoclipes, na TV, nas aberturas de novela”, disse.

Xuxa falou ainda sobre sua primeira aparição na TV para divulgar seu ensaio nu à Playboy, em 1982. A ocasião foi quando a artista conheceu o diretor Maurício Sherman, responsável por transformar a modelo sensual na figura infantil.

Essa coisa de botar uma modelo pra trabalhar com criança foi audaciosa. Eu não estava preparada, e a televisão também não estava. A minha sensualidade era muito maior. Se você parar pra pensar e ver meus programas, 80% das coisas que eu fazia no Xou da Xuxa era politicamente incorreto. Da maneira como eu falava com as crianças, coisas que eu fazia, o jeito que eu me vestia, às músicas que tocavam. Eu teria sido crucificada se tivesse feito isso hoje em dia”, contou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais